Verstappen garante pole no fim do treino e faz festa da torcida no GP da Holanda

Por Estadão Conteúdo

Zandvoort, Holanda (AE) – Uma festa em laranja. Assim pode ser definida a manhã deste sábado em Zandvoort que teve Max Verstappen como o pole nos instantes finais do treino classificatório. Ele fez o tempo de 1min10s342 superando o monegasco Charles Leclerc em 21 milésimos de segundo provocando uma euforia contagiante nas arquibancadas do circuito.

Foi a 17ª pole da carreira e a décima na temporada, confirmando a boa fase do líder do Mundial de pilotos. Pole também na edição do ano passado correndo em seu país, ele espera repetir a vitória que obteve em sua casa em 2021.

A pole marca a recuperação da Red Bull que teve problemas nos treinos livres. “Trabalhamos a noite toda e mexe muito no carro. Conseguimos deixar um ritmo rápido e vai ser muito importante largar na frente”, falou o piloto holandês.

O treino passou a ser disputado de forma ainda mais acirrada no início do Q3. Logo em suas primeiras tentativas Leclerc, Verstappen e Sainz fizeram tempos muito próximos. Lewis Hamilton chegou a estar em segundo lugar, mas depois voltou a ser superado pelas duas Ferraris.

O trabalho nos boxes passou a ser intenso com os mecânicos buscando ajustar os carros em busca de um melhor tempo.

Durante a disputa, o treino chegou a ser interrompido. Torcedores lançaram sinalizadores que atrapalharam o andamento dos trabalhos dos pilotos.

A boa surpresa ficou por conta do bom desempenho da Mercedes. Lewis Hamilton terminou o treino com 1min11s331 fazendo o quarto melhor tempo e largado na segunda fila com Carlos Sainz, da Ferrari, em terceiro lugar.

No final do treino, a bandeira amarela foi acionada em função de um acidente com Sérgio Pérez, ele rodou na curva e chegou a ficar atravessado na pista. Com problemas no carro, Lance Stroll teve problemas no carro e acabou não participando do Q3.

Confira o grid de largada para o GP da Holanda

  • 1º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), em 1min10s343
  • 2º – Charles Leclerc (MON/Ferrari), em 1min10s363
  • 3º – Carlos Sainz(ESP/Ferrari), em 1min10s434
  • 4º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), em 1min10s648
  • 5º – Sergio Perez (MEX/Red Bull), em 1min11s077
  • 6º – George Russel (ING/Mercedes), em 1min11s147
  • 7º – Lando Norris (ING/McLaren), em 1min11s174
  • 8º – Mick Schumacher (ALE/Haas), em 1min11s442
  • 9º – Yuki Tsunoda – (JAP/AlphaTauri), em 1min12s556
  • 10º- Lance Stroll – (CAN/Aston Martin), em 1min11s416

———————————————————

  • 11°- Pierre Gasly – (FRA/AlphaTauri), em 1min11512
  • 12º- Esteban Ocon – (FRA/Alpine), em 1min11s605
  • 13º- Fernando Alonso (ESP/Alpine), em 1min11s613
  • 14º- Zhou Guanyou – (CHI/Alfa Romeo), em 1min11704
  • 15º- Alex Albon – (TAI/Williams), em 1min11s802

——————————————————–

  • 16º – Valteri Bottas (FIN/Alfa Romeo), em 1min11s961
  • 17º – Daniel Ricciardo (AUS/McLaren), em 1min12s081
  • 18º – Kevin Magnussen (DIN/Haas), em 1min12s041
  • 19º – Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin), em 1min12s391
  • 20º – Nicholas Lafiti (CAN/Williams), em 1min13s353