Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Vettel comemora pódio com 'reviravolta' e Verstappen diz que punição é ridícula

(Foto: Foto Studio Colombo/ Pirelli) - Vettel comemora pódio com 'reviravolta' e Verstappen contesta punição
(Foto: Foto Studio Colombo/ Pirelli)

O GP do México, neste domingo, reservou para o final uma cena inusitada na Fórmula 1. O holandês Max Verstappen terminou a prova na terceira colocação e se dirigiu ao pódio ao lado dos pilotos da Mercedes, o inglês Lewis Hamilton e o alemão Nico Rosberg. No entanto, a direção de prova optou por punir o jovem da Red Bull, que precisou deixar a sala de espera. Em seu lugar, veio o alemão Sebastian Vettel, que já havia estacionado a sua Ferrari nos boxes e foi correndo receber o troféu da terceira colocação.

O motivo de toda a polêmica aconteceu a três voltas do fim, quando Max Verstappen passou a ser pressionado por Sebastian Vettel. Na tentativa de evitar a ultrapassagem, o holandês fritou os pneus antes da curva e passou reto pela grama encurtando caminho. Com isso, conseguiu se manter em terceiro.

A direção de prova optou por dar a punição após o término da corrida e deu margem para uma breve discussão entre os pilotos. Max Verstappen cruzou a linha de chegada e levantou o braço para comemorar. Sebastian Vettel emparelhou o carro e, com o indicador levantado, sinalizou que o holandês não havia ganhado.

"Estava muito decepcionado quando cruzei a linha de chegada... Mas que reviravolta. Agora estou aqui em cima na frente de todos esses caras. É incrível", comentou Sebastian Vettel no pódio. "É claro que Verstappen saiu da pista e não me deu a posição. A adrenalina estava demais naquele momento. Você pode entender o motivo de eu estar tão irritado", completou.

Max Verstappen, que perdeu cinco segundos e terminou a prova na quinta colocação, se mostrou indignado com a decisão. Na opinião dele, a sua manobra foi semelhante a do vencedor Lewis Hamilton - logo após a largada, o inglês travou os pneus na curva 1, cortou caminho pela grama e se manteve na primeira colocação. "Lewis escapou e ganhou uma boa vantagem. Nico (Rosberg) também escapou para a grama para não bater em mim e levou vantagem. Comigo foi diferente, eu não tive vantagem. Estava na frente quando escapei e voltei na mesma posição. É ridículo", comentou.

MAIS POLÊMICA - Sebastian Vettel se envolveu em outra polêmica logo na sequência com o outro piloto da Red Bull, Daniel Ricciardo. Após não conseguir a ultrapassagem em Max Verstappen, o alemão passou a ser pressionado pelo australiano. Para não perder a quarta colocação, o piloto da Ferrari freou demais na curva e deu uma fechada em Ricciardo. A direção de prova entendeu que a manobra foi normal e não puniu Vettel para indignação do australiano.

"Sinto que Seb fez aquilo que todos estão reclamando, de fechar enquanto freia", comentou. "Ele está sorrindo agora. Mas para mim ele não merecia estar no pódio com o que fez. Entendo que ele abriu a porta, consegui colocar o carro por dentro. Ele tentou fechar novamente e no final não tinha para onde ir", emendou.

Daniel Ricciardo ainda questionou a escapada de Lewis Hamilton. "Também não entendi o início. Como se pode continuar na liderança, depois de travar os freios, sair da pista e voltar na frente? Acho que merecia uma punição", finalizou.