Auxiliar técnico da seleção, César Sampaio projeta duelo com o Chile

O Brasil enfrentará o Chile nas quartas de final da Copa América. Após a definição do próximo adversário da Seleção Brasileira, nesta segunda-feira (28), o auxiliar técnico César Sampaio falou um pouco sobre o duelo com os chilenos.

“O Chile tem um passado recente de duas conquistas de Copa América, em 2015 e 2016. É uma seleção mais cascuda, que tem remanescentes dessas conquistas, como Cláudio Bravo, Isla, Medel, Mena, Vidal, Aranguiz, Vargas… É uma seleção que sabe muito bem administrar pressões, com jogadores acostumados a performar em adversidade. Que tem na imposição técnica o seu forte, principalmente no setor de meio campo, com Pulgar, Vidal e Aranguiz. O Vargas é um jogador decisivo e importante”, comentou Sampaio.

O confronto entre Brasil e Chile reunirá os campeões das últimas três edições da Copa América. Bicampeã em 2015 e 2016, La Roja chegou até as semifinais em 2019 e terminou a primeira fase desta Copa América na quarta colocação do Grupo A.

De volta à Granja Comary, em Teresópolis, a Seleção Brasileira terá três dias para trabalhar antes do confronto com o Chile, marcado para a próxima sexta-feira (2), no Estádio Nilton Santos. Ciente das dificuldades que o adversário deve impor ao Brasil, Sampaio mostrou confiança na preparação da Seleção para mais um desafio.

“É um adversário que merece todo o nosso respeito. A partir de agora, nos aprofundaremos ainda mais. Temos as nossas referências parciais e nos aprofundaremos ainda mais. Não só identificando as forças e as fraquezas, como definindo estratégias para simularmos nos treinamentos e prepararmos a nossa seleção da melhor forma possível, para que a gente faça por merecer a vitória. É com esse espírito que a gente se prepara para as quartas de final”, concluiu.

Brasil e Chile se enfrentam pelas quartas de final nesta sexta-feira (2), às 21h, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). A partida vale a classificação para as semifinais da competição.