Bolívia e Chile anunciam casos de Covid-19 em delegações da Copa América

(Reuters) – As seleções da Bolívia e do Chile anunciaram nesta quinta-feira resultados positivos para Covid-19 em jogadores ou membros da delegação, elevando para quatro o número de times com pessoas infectadas em menos de uma semana da disputa da Copa América no Brasil.

O Chile se juntou à Bolívia, que já havia anunciado casos, Venezuela e Colômbia como times com casos positivos no torneio que começou em 13 de junho e termina em 10 de julho.

O Chile disse que o membro de sua delegação com resultado positivo está assintomático e isolado, mas não especificou se é jogador.

A Bolívia, que perdeu a partida de estreia por 3 x 1 para o Paraguai na segunda-feira, disse que dois jogadores, Óscar Ribera e Jaume Cuellar, testaram positivo. A equipe já tinha perdido três jogadores para Covid-19, incluindo seu maior artilheiro, Marcelo Moreno Martins.

Moreno fez uma forte crítica à Conmebol, acusando-a de organizar o torneio por razões financeiras e de não se importar com os jogadores. Mais tarde, ele se desculpou depois que um processo disciplinar foi aberto contra ele.

O Brasil concordou em sediar o torneio menos de duas semanas antes de seu início, apesar de ser o segundo país com mais mortes pela doença, atrás apenas dos Estados Unidos.