Brasil encara o México por vaga na final do Pré-Olímpico de Split

Faltam dois jogos para Tóquio 2020. Neste sábado, a partir das 7h30 (de Brasília), o Brasil encara o México pela semifinal do Pré-Olímpico de Split. Na outra partida, a Croácia, dona da casa, pega a Alemanha, que também venceu os dois duelos da primeira fase. Apenas o campeão garante um lugar na Olimpíada e a final será jogada no domingo, às 14h30.

“Nosso time está pronto, com saúde e com os 12 jogadores preparados para o jogo contra o México. Vencer o México significa gastar as energias de Ayon, Cruz e ter cuidado com o armador Stoll. Somos favoritos, mas basquete se ganha dentro de quadra”, disse o técnico Aleksandar Petrovic.

Invicto no Pré-Olímpico, o Brasil venceu a Tunísia por 83 a 57 e a Croácia em uma grande exibição, por 94 a 67. Para se garantir nas semifinais, o México surpreendeu a Rússia na segunda rodada.

Curiosamente, o time é comandado por Omar Quintero, de 39 anos, que foi jogador de Petrovic quando ele dirigia o Fabriano, da Itália. Durante a semana em Split, os dois amistosos conversaram bastante e Omar trata Petrovic como um “mestre”.

Para Bruno Caboclo, o Brasil sabe o que fazer para chegar na decisão. “Nosso time tem trabalhado muito bem na defesa e cada um sabe o que fazer. Se mantivermos essa pegada, temos todas as chances de classificar e fazer a final no domingo. Jogando sem a bola, quando estivermos com ela, sabemos o que fazer”, contou Caboclo.