Clubes prometem criar liga independente para organizar Campeonato Brasileiro

(Reuters) – Os principais clubes brasileiros de futebol anunciaram nesta terça-feira que têm a intenção de criar uma liga independente para comandar o campeonato nacional do país, com 19 dos 20 clubes da Série A apoiando a decisão de formar uma liga que possa lhes garantir mais controle do esporte.

Diferentemente de países como Inglaterra, Espanha e Alemanha, onde a liga é comandada por um órgão separado da associação nacional de futebol, as ligas profissionais no Brasil são controladas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“Há muito o que fazer, e isso começa já”, disse o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, no Twitter. “Por novo calendário, mais planejamento, investimentos e receitas. Por democracia, com equilíbrio, união e trabalho. Sem conflitos, sem ressentimentos.”

Os 19 clubes brasileiros –o único que não assinou o documento foi o Sport Recife, que está sem presidente– entregaram uma carta à CBF expressando sua decisão pela “criação imediata de uma Liga de Futebol do Brasil” que será fundada assim que possível.

A carta diz que a decisão é “em razão de diversos acontecimentos que vêm se acumulando ao longo dos anos e revelam um distanciamento total e absoluto” entre os clubes e a CBF.

A decisão acontece em um momento de insatisfação generalizada com a CBF, que em 31 de maio aceitou sediar no Brasil a Copa América de 2021 com duas semanas de antecedência, enquanto o Campeonato Brasileiro está acontecendo.

O Brasil sofre com uma longa e terrível onda de casos de Covid-19 e três seleções das 10 no torneio sul-americano já reportaram casos entre jogadores e membros de comissões. O país tem 490.696 mortos pela Covid-19, o segundo maior número de mortes pela doença no mundo, abaixo apenas dos Estados Unidos.