Com gols nos acréscimos, Athletico e FC Cascavel empatam na semifinal do Paranaense

Athletico e FC Cascavel empataram em 1 a 1 no jogo de ida da semifinal do Campeonato Paranaense. O jogo, que aconteceu nesta quarta-feira (1º), na Arena da Baixada, teve os dois gols marcados nos acréscimos da segunda etapa. Erick marcou para o Furacão e Robinho empatou para a Serpente. 

A partida demorou para ser marcada por conta do calendário do Athletico, que disputa três competições além do Estadual (Brasileirão, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana). Os times vinham de momentos distintos. Enquanto o Furacão atravessa um período difícil na Série A, apesar do bom desempenho nos mata-matas, o FC Cascavel está invicto há 21 jogos – a última derrota foi para o Avaí, em 15 de abril, pela segunda fase da Copa do Brasil. Desde então, foram 10 vitórias e 11 empates em jogos do estadual e da Série D. 

E com o empate, a Serpente AuriNegra segue invicta. O próximo desafio do clube é neste sábado, contra o Joinville pela Série D, em confronto direto pela liderança. Já o Athletico vai receber o Sport neste domingo (5), pela Série A.

O segundo jogo da semifinal do Campeonato Paranaense será na próxima quarta (8), no Olímpico Regional. Quem vencer avança direto para a final, e um empate leva a decisão para os pênaltis. O adversário será o Londrina, que venceu o Operário na outra semifinal do campeonato.

Confira como foi a partida:

Primeiro tempo – os primeiros 45 minutos do jogo foram de um jogo morno. Os dois times tentavam trabalhar a bola na troca de passes, iam bem na marcação, mas não conseguiam ser efetivos no ataque. O Furacão foi quem mais apareceu no setor ofensivo, mas faltou capricho: logo aos 4 minutos de jogo, Kayzer recebeu bom passe de Canesin e ficou na cara do gol, mas demorou para chutar e foi desarmado.

Léo Cittadini teve duas oportunidades: na primeira, aos 30’, o volante finalizou muito fraco após receber passe de Jáderson. Já aos 34’ ele teve a melhor chance até então. Cittadini avançou pela direita, ganhou dos marcadores, e poderia ter dado o passe para os companheiros na área. Mas o jogador finalizou, e a bola saiu por cima da meta.

Já a Serpente Aurinegra teve duas chances: aos 8’, a equipe teve chance com um quase gol contra: Zé Ivaldo cortou uma chegada com um carrinho, e quase mandou contra a própria meta. O goleiro Anderson fez a defesa. Já a outra chance foi em uma cobrança de falta, já no final do primeiro tempo. A cobrança de Robinho foi longe, por cima do gol.

Segundo tempo – a segunda etapa foi bem mais movimentada, para ambos os times. O FC Cascavel teve duas chances seguidas, com bola na área e chute de longe. Em seguida, o Athletico respondeu com um chute de Carlos Eduardo, que passou perto da trave. Aos 20’, Rogério perdeu uma chance incrível: em rebote, a bola veio alta para o jogador, que subiu sozinho mas cabeceou para fora.

E aos 37’, uma grande defesa do goleiro Ricardo salvou o FC Cascavel. Jadson cobrou uma falta perfeita, mas Ricardo foi buscar e fez a defesa com a ponta dos dedos. 

E quase que um gol bizarro abriu o placar para a Serpente aos 41 minutos: a defesa do Athletico se atrapalha toda após uma chegada de Léo Itaperuna. O jogador empurrou Zé Ivaldo, que se chocou com o goleiro Anderson. Quase que a bola vai para dentro do gol, se não fosse Erick aparecendo para tirar quase em cima da linha. 

Mas os gols sairiam só nos acréscimos: aos 47’, Jadson cobrou uma bela falta pelo lado direito e Erick apareceu para completar para o gol de cabeça.

Dois minutos depois, Carlos Eduardo derrubou Willian Gomes na área e o pênalti foi marcado para o FC Cascavel. Robinho cobrou e marcou, garantindo o empate.