De olho na Covid, organizadores da Olimpíada alertam para participantes seguirem protocolos

TÓQUIO (Reuters) – Os organizadores da Olimpíada de Tóquio alertaram os participantes credenciados contra visitar restaurantes que abrem após as 20h ou servem bebidas alcoólicas, alegando “grave risco à reputação”, segundo nota enviada.

O Japão declarou estado de emergência para Tóquio durante a realização da Olimpíada. A preocupação da população tem aumentado no sentido de que organizar um evento com dezenas de milhares de atletas, membros de delegações e jornalistas estrangeiros poderia acelerar as taxas de infecção na capital do Japão e introduzir variantes que são mais infecciosas ou mortais.

A mídia japonesa relatou casos em que pessoas credenciadas para os Jogos foram vistas bebendo no centro de Tóquio ou violando quarentenas.

“Esses incidentes também foram levantados na Assembleia Nacional e têm o potencial de prejudicar seriamente a reputação dos Jogos de Tóquio 2020 e de suas organizações”, disseram os organizadores, referindo-se aos recentes relatos da mídia japonesa.

Os organizadores disseram aos participantes para “não visitarem restaurantes que abram depois das 20:00 ou que sirvam bebidas alcoólicas”.

“Mesmo depois de seus primeiros 14 dias no Japão, isso será percebido como uma visita a um negócio que opera ilegalmente e pode constituir um grave risco de reputação para você, sua organização e os Jogos de Tóquio 2020”, disse a nota enviada aos agentes responsáveis por garantir que os participantes sigam os protocolos.

Os espectadores foram barrados de quase todos os eventos e infecções atingiram várias equipes que chegaram ao Japão menos de uma semana antes da cerimônia de abertura de 23 de julho.