Em jogo polêmico por conta da arbitragem, Operário perde para o Cruzeiro

O Operário perdeu ontem para o Cruzeiro no estádio do Independência, mas teve um placar controverso, pois além de jogar contra a Raposa, o Operário jogou contra a arbitragem. 

Era um jogo importante e o Fantasma lutou com unhas e dentes, com garra para conseguir vencer o adversário fora de casa, entretanto quando o placar marcava 1 a 1, o Operário marcou o segundo gol, mas esse não valeu. O árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza anulou o gol alegando uma carga de Pedro Ken no zagueiro do Cruzeiro. Minutos depois o Cruzeiro atacou e fez o segundo gol, fechando o placar em  2 a 1 para o Cruzeiro. 

Com a vitória, o Cruzeiro garantiu a permanência na série B e fez com que o Operário Ferroviário  adiasse o sonho de subir para Série A do Campeonato Brasileiro. Expulso por conta de reclamações,  reclamações essas que tiveram fundamento, o técnico Matheus Costa falou sobre o que aconteceu na partida de ontem. 

“Realmente inacreditável o que aconteceu aqui hoje. Primeiro nós não podemos deixar de mencionar a grandeza do Cruzeiro, o Cruzeiro nunca precisava disso, o Cruzeiro é uma equipe gigantesca, mas desde o início do jogo, a gente já percebeu que o jogo ia ser minado contra nós. Acho que o primeiro lance da partida o Jean sofre uma falta, ele (árbitro) manda a seguir e no lance seguinte ele dá uma falta, se eu não me engano no Rafael Sóbis que foi exatamente igual os dois lances. Ali a gente já percebeu que talvez seria um jogo que a gente teria que jogar não só contra o Cruzeiro mas também contra a arbitragem e hoje foi lamentável o que aconteceu. Quero parabenizar o nosso grupo, parabenizar o nosso elenco, pela postura, pela intensidade, pela entrega de jogo, eu vejo que o sonho não acabou, a gente tá adiando sonho por que o Operário se continuar e permanecer com essa postura, com essa vontade de vencer, com esse espírito de luta, de entrega e de busca pela vitória, eu vejo muitas coisas boas e uma nova temporada brilhante que está por vir e a gente tem que mostrar nossa força, independentemente da onde a gente tá jogando, é inaceitável aconteceu o que aconteceu aqui hoje e isso tem que ser uma marca forte para nós, a gente não pode ser prejudicado contra uma equipe que dispensa comentários pela sua grandeza. Então vir aqui hoje, fazer um bom jogo e infelizmente não conquistar o resultado em virtude da arbitragem, é uma situação completamente lamentável. O que fica mostra a força e a briga pelo Operário  pela justiça, eu acho que o final do jogo ali demonstrou que nós só queremos justiça e não foi o que houve hoje infelizmente em virtude da arbitragem péssima que aconteceu aqui dentro.”  afirmou o técnico Matheus Costa em entrevista coletiva.

Clima tenso, situação lamentável, partida da polêmica. O técnico Matheus Costa reconheceu a equipe do Cruzeiro, o jogo dos adversários, só que a arbitragem acabou prejudicando o Fantasma nesse sonho de chegar na elite do futebol Brasileiro.

O Operário tem agora um novo jogo, contra a Chapecoense que briga pelo título da série B, na próxima segunda-feira às 17 horas da tarde, no estádio Germano Krüger.