Fala de autoridade do Japão semeia dúvidas sobre cancelamento da Olimpíada

Por Kiyoshi Takenaka e Sam Nussey

TÓQUIO (Reuters) – Uma autoridade graduada do partido governista do Japão disse nesta quinta-feira que cancelar a Olimpíada de Tóquio deste ano continua sendo uma opção se a crise do coronavírus se agravar demais, lançando uma bomba em uma questão polêmica e criando um frenesi nas redes sociais.

O Comitê Organizador da Olimpíada de Tóquio reagiu com um comunicado em que disse que todos os envolvidos nos preparativos dos Jogos continuam totalmente empenhados em realizá-los no verão local.

“Se não parecer mais possível (sediar a Olimpíada), temos que interrompê-la, decisivamente”, disse Toshihiro Nikai, secretário-geral do Partido Liberal Democrata, em comentários à emissora TBS.

O cancelamento é um opção, “é claro”, disse, acrescentando: “Se a Olimpíada for disseminar infecções, então para que serve a Olimpíada?”

Como o Japão está às voltas com uma quarta onda de infecções pelo coronavírus, as dúvidas sobre a capacidade de Tóquio de sediar os Jogos de Verão –já impopulares entre o público– voltaram à tona nas últimas semanas.

Mas autoridades do governo e da organização vêm repetindo que os Jogos acontecerão, e o fato de que um peso-pesado do partido governista tenha feito o comentário bastou para que este ganhasse destaque no noticiário doméstico. “Olimpíada Cancelada” era um dos assuntos mais comentados no Twitter japonês, acumulando quase 50 mil tuítes até a tarde local desta quinta-feira.

“Se esta pessoa o diz, o cancelamento da Olimpíada parece uma realidade”, tuitou o usuário @marumaru_clm em referência a Nikai, que é um dos principais apoiadores do primeiro-ministro, Yoshihide Suga, e conhecido por seus comentários francos.

“Uau! Isto é ótimo! Finalmente, está cancelada, cancelada, cancelada!”, tuitou @haruha3156.

Mais tarde, Nikai emitiu um comunicado por escrito para explicar sua posição.

“Quero que a Olimpíada e a Paralimpíada de Tóquio tenham sucesso. Ao mesmo tempo, quanto à questão de realizarmos (os Jogos) aconteça o que acontecer, não é este o caso. Foi isso que eu quis dizer com meus comentários”, afirmou.

Também mais tarde, Suga driblou um repórter que indagou se o cancelamento é de fato uma opção, dizendo somente que o governo continua comprometido a controlar a pandemia antes da Olimpíada.

O Japão está enfrentando um aumento de infecções de Covid-19. Em Tóquio, os casos novos saltaram para 729 nesta quinta-feira, a maior cifra desde o início de fevereiro.

(Por Sam Nussey, Chang-Ran Kim, Kiyoshi Takenaka, Mari Saito, Rocky Swift, Sakura Murakami, Daiki Iga e Yoshifumi Takemoto)