Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Lateral Alan Ruschel é o primeiro sobrevivente a receber alta médica

- Lateral Alan Ruschel é o primeiro sobrevivente a receber alta médica

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O lateral Alan Ruschel recebeu alta médica nesta sexta-feira (16) e é o primeiro dos quatro sobreviventes brasileiros do acidente com o avião da Chapecoense a deixar o hospital.

O atleta deixou o Hospital Unimed Chapecó em uma cadeira de rodas por volta das 16h20 (horário de Brasília) e embarcou em um carro de familiares antes de ir para casa sob aplausos.

Ruschel foi quem teve melhor recuperação entre os quatro desde as primeiras notícias. A tragédia ocorreu na madrugada do dia 29 de novembro, e o jogador permaneceu internado em Medellín, na Colômbia, até 13 de dezembro, quando foi transferido ao Brasil. No seu país natal, tornou a ser internado no hospital de Chapecó.

Alan foi o primeiro a gravar vídeo para mostrar a evolução de seu quadro clínico e tem usado as redes sociais para mandar mensagens aos torcedores e aos familiares. Em sua última manifestação pública, disse que "segue na luta" para se recuperar.

GOLEIRO EVOLUI

O goleiro Jackson Follmann, um dos sobreviventes do desastre aéreo da Chapecoense na Colômbia, tem apresentado evolução após passar por cirurgia na coluna no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e deve ter sua transferência para Chapecó concretizada neste sábado (17). As informações são do hospital paulista, que divulgou boletim médico nesta sexta (16).

"O paciente Jackson Follmann realizou exames laboratoriais que demonstram ausência de infecção ativa. A tomografia computadorizada da coluna cervical realizada no dia de hoje demonstra o bom posicionamento da fixação da vértebra C2, além de alterações consideradas normais no pós-operatório", diz o comunicado.

"Follmann continua internado na Unidade Semi-Intensiva realizando fisioterapia, já senta-se fora do leito e permanece sem sonda vesical (retirada ontem). Mantidas as condições atuais, a transferência do paciente está sendo programada para a manhã de sábado (17)", conclui o boletim.

Follmann é o único sobrevivente brasileiro da queda do avião que ainda não está em Chapecó.