Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Equipe aposta em talento inconstante de Guilherme

DASSLER MARQUES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A vaga na Copa Libertadores é a tábua de salvação de um ano sem títulos no Parque São Jorge. E, para alcançar a meta, as maiores esperanças do Corinthians estão depositadas em Guilherme, jogador que em 2016 repetiu a inconstância, entre momentos muito altos e outros mais baixos, que marca sua carreira como um todo.

Sem jogar há 35 dias por um problema muscular, Guilherme volta ao Corinthians para tentar um último brilho que aproximaria o clube de seu objetivo restante. Ele foi destaque em treinamentos nos últimos dias, sempre com toque de qualidade em finalizações e passes próximos da área adversária.

"Ninguém tem dúvida da qualidade dele. O Guilherme é técnico, é inteligente e tem um poder de decisão muito grande", contou Oswaldo de Oliveira na sexta. "O gol que ele fez contra o Flamengo não sai da minha lembrança. Parece um gol fácil, mas foi rebuscado, de muita categoria. Ele dá um toque diferente, de muita qualidade, um toque a mais para a equipe", resumiu Oswaldo.

Comprado por mais de R$ 5 milhões em janeiro e uma das grandes apostas do Corinthians para o ano, ele jogará na posição em que melhor se encontrou, como falso nove. Assim, também tenta resolver uma carência grande dos corintianos, que não encontraram uma solução para preencher essa lacuna ao longo de toda a temporada. Romero e Lucca, centroavantes nos últimos três jogos, não brilharam.

Entre os motivos mais palpáveis para a inconstância de Guilherme estão as várias mudanças de posição - realizou três papéis diferentes e complexos, sobretudo como meio-campista e como falso nove -, além de questões físicas. Apesar de viver uns dos anos de melhor condição em sua trajetória, Guilherme perdeu 13 partidas por lesões. Ambas, no Brasileirão, que o fizeram perder momentos importantes com Cristóvão, que o barrou, e Oswaldo.

4 MOMENTOS DE BRILHO DE GUILHERME

Corinthians 1 x 0 Santa Fe-COL

Como meio-campista, na função de Renato Augusto, Guilherme se desdobrou como poucas vezes costuma se ver. Foi premiado com o gol da vitória, de cabeça, como Tite havia previsto com ele antes do jogo.

Sport 0 x 2 Corinthians

Como meia-atacante, encontrou passes precisos para finalizações dos colegas. No jogo anterior, em derrota para o Vitória, já havia ido muito bem. No Recife, repetiu, com participações nos dois gols.

Corinthians 4 x 2 Santa Cruz

Como falso nove, mostrou precisão de nove de verdade nas conclusões. Anotou dois gols, o primeiro e o terceiro da vitória.

Flamengo 2 x 2 Corinthians

De novo como falso nove, fez um belo gol de fora da área e, com um corta-luz, abriu caminho para o segundo gol, de Rodriguinho.