Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Atlético Nacional avança com empate e pega Chapecoense na final da Sul-Americana

- Atlético Nacional avança com empate e pega Chapecoense na final

Atual campeão da Copa Libertadores, o Atlético Nacional se garantiu na disputa de mais um título continental nesta temporada. Em jogo encerrado no início da madrugada desta sexta-feira (no horário de Brasília), o time colombiano empatou por 0 a 0 com o Cerro Porteño, em Medellín, e avançou à final da Copa Sul-Americana.

Com o resultado obtido em casa, após empate por 1 a 1 no confronto de ida da semifinal, em Assunção, no Paraguai, o Atlético Nacional se credenciou para enfrentar a Chapecoense na decisão. O time brasileiro se classificou para a final ao empatar por 0 a 0 com o San Lorenzo, na última quarta-feira à noite, em Chapecó (SC), onde, assim como a equipe colombiana, fez valer o gol marcado fora de casa no confronto de ida em outra igualdade por 1 a 1 neste mata-mata.

O primeiro jogo da final desta Copa Sul-Americana será na próxima quarta-feira, na Colômbia, enquanto o confronto de volta está marcado para acontecer em 7 de dezembro, em Chapecó.

O Atlético Nacional também se tornou o segundo clube a avançar à decisão da Libertadores e da Copa Sul-Americana em uma mesma temporada. Para completar, o time da Colômbia estará presente no Japão no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, na condição de atual campeão sul-americano.

O outro clube que disputou duas finais continentais no mesmo ano na América do Sul foi o Boca Juniors, em 2004, quando caiu diante do Once Caldas, da Colômbia, na decisão da Libertadores, para depois ficar com o título da Sul-Americana ao superar o Bolívar, na Bolívia.

Essa também será a terceira vez que o Atlético Nacional jogará a final da Sul-Americana, na qual amarga duas derrotas em duas decisões. Primeiro caiu diante do San Lorenzo na edição inaugural da competição, em 2002, antes de voltar a ser batido por um time argentino em 2014, quando foi superado pelo River Plate.