Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Bauza admite preocupação com situação da Argentina nas Eliminatórias da Copa

(Foto: Divulgação)  - Bauza admite preocupação com situação da Argentina
(Foto: Divulgação)

O técnico Edgardo Bauza admitiu nesta quarta-feira a sua preocupação com a situação da Argentina nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia. Os problemas aumentaram para o treinador após a decisão da Fifa de punir a Bolívia com a perda de pontos em dois jogos por escalação irregular.

Com isso, a seleção argentina perdeu a quinta colocação para o Chile e saiu da zona de classificação, até para a repescagem, para o Mundial. "Precisamos ganhar porque a vaga não está assegurada ainda", declarou Edgardo Bauza em entrevista exclusiva para a agência de notícias The Associated Press.

A posição do país na disputa, no entanto, também não é uma catástrofe. Ainda mais porque ainda existe a possibilidade de a Bolívia recuperar os pontos perdidos. "Precisamos esperar a decisão final da Fifa. E mesmo com esse conflito com a Bolívia, a classificação continua dependendo apenas de nossos esforços".

O Chile foi quem mais se beneficiou da punição da Fifa à Bolívia por ter escalado irregularmente o zagueiro Nelson Cabrera no empate sem gols entre as equipes em duelo pela oitava rodada, em Santiago.

A entidade declarou a seleção boliviana derrotada por 3 a 0 na partida, decisão que levou os chilenos para a quinta colocação na tabela de classificação das Eliminatórias com os mesmos 16 pontos da Argentina, a sexta colocada, mas com vantagem nos gols marcados (15 a 11). O Paraguai, que também foi prejudicado, está em sétimo, com 15.

"À margem de tudo isso, continuo pensando que se ganharmos todas as partidas em casa, garantiremos a classificação para o Mundial", opinou. Edgardo Bauza tem experiência em competições sul-americanas, pois conquistou a Copa Libertadores duas vezes: em 2008 com a LDU, do Equador, e em 2014 com o San Lorenzo.

A Argentina ainda fará quatro partidas em casa pela competição: enfrentará Colômbia, Chile, Venezuela e Peru. Se vencer todos os jogos, alcançaria 28 pontos, a mesma pontuação que fez quando terminou em quarto lugar nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

A seleção do técnico Edgardo Bauza terá dois compromissos complicados nas próximas rodadas. No próximo dia 10 enfrentará o Brasil, em Belo Horizonte, e no dia 15 receberá a Colômbia, em San Juan. "São jogos contra rivais diretos, fundamentais para conseguir bons resultados. Seria bom fazer ao menos quatro pontos nessas duas partidas".

Edgardo Bauza assumiu a equipe no lugar de Gerardo Martino após o vice da Copa América Centenário. De lá para cá foram quatro partidas, com uma vitória sobre o Uruguai por 1 a 0 na estreia, dois empates por 2 a 2, contra Venezuela e Peru, e uma derrota contra o Paraguai por 1 a 0.

Vale lembrar que nas três últimas partidas o treinador não contou com seu principal jogador, Lionel Messi, que se recuperava de lesão. "Ele faz muita falta, pois só a presença do Messi em campo aumenta a preocupação do adversário", comentou. "No entanto, a Argentina tem outros grandes jogadores e tem capacidade de jogar sem ele", emendou.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo