Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Boliviano recebe alta e brasileiros têm melhora

(Foto: Reprodução) - Boliviano recebe alta e brasileiros têm melhora
(Foto: Reprodução)

MEDELLÍN, COLÔMBIA, E DOS ENVIADOS A CHAPECÓ, SC - (FOLHAPRESS) - Os seis sobreviventes da tragédia em Medellín seguem apresentando melhora no estado de saúde. Nenhum apresenta risco de vida -a situação de alguns é crítica, mas está estabilizada.

Nesta sexta-feira (2), um dos dois tripulantes sobreviventes, o boliviano Erwin Tumiri recebeu alta da clínica Somer, na cidade vizinha de Rionegro. Ele deveria retornar à Bolívia ainda na sexta.

Internado no mesmo local, o lateral Alan Ruschel foi transferido para o hospital San Vicente Fundación, em Medellín, onde estão os demais brasileiros.

O último boletim médico da clínica apontou que Alan seguia evoluindo e que deixou o local em "condições melhores". Ele passou por uma cirurgia na coluna mas está com movimentos normais nas pernas e braços, e já conversou com a família.

O goleiro Jackson Follman, que teve a perna direita amputada, não corre risco de perder a esquerda. Ele segue entubado. O zagueiro Neto, que teve um trauma torácico, também apresenta bom estado clínico. Ele segue entubado, sem lesões significativas neurológicas ou nos membros.

Com trauma semelhante e uma fratura da perna, o jornalista Rafael Henzel apresentou leve melhora. Nesta sexta, tentou falar, mas está entubado. Um parente que está na Colômbia com ele disse à Folha que Henzel está sedado. A meta da equipe médica é que ambos recuperem a plena função pulmonar.

A outra tripulante boliviana, Ximena Suárez, é a que apresenta o melhor estado de saúde dos cinco que seguem internados. Ela se recupera de uma lesão no pé, e deve receber alta nos próximos dias.