Brasil goleia África do Sul em segundo amistoso da data fifa

Dois jogos, duas vitórias. A Seleção Feminina voltou a vencer a África do Sul e goleou por 6 a 0 em amistoso realizado nesta segunda-feira (5), no Estádio Moses Mabhida, em Durban (RSA). Os gols da partida foram marcados por Adriana, Debinha (2x), Bia Zaneratto, Duda e Kathellen.

A goleada marcou o fim de mais uma Data FIFA da Seleção. Neste mesmo período, o Brasil já havia derrotado a África do Sul por 3 a 0. A técnica Pia Sundhage  segue o trabalho visando a disputa da Copa do Mundo FIFA de 2023 e os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

O jogo


Mesmo jogando fora de casa, o Brasil começou o jogo pressionando as sul-africanas. Com boas jogadas no ataque, o primeiro gol não demorou a sair. Aos 4 minutos do primeiro tempo, a zaga adversária falhou e a bola sobrou na entrada da área para Adriana, que bateu com categoria e abriu o placar. Na frente, a Seleção não mudou a postura em campo. Bia Zaneratto e Ary Borges tiveram boas oportunidades de ampliar a vantagem, mas veio de Debinha o segundo gol brasileiro na partida. Momentos antes do intervalo, a atacante recebeu lançamento em profundidade e encobriu a goleira: 2 a 0.

De fôlego renovado, o Brasil voltou do vestiário disposto a resolver o jogo. E conseguiu. Aos 4 minutos, Bia Zaneratto sofreu pênalti. A própria Imperatriz foi para a bola e converteu a cobrança, fazendo o terceiro. Apenas dois minutos depois, foi a vez de Duda Francelino adicionar seu nome à súmula. Depois de uma jogada embolada dentro da área, a meia-atacante limpou a marcação e aproveitou o rebote para anotar seu gol.

Perdendo por quatro gols de diferença, a África do Sul não conseguiu acompanhar o ritmo da Seleção Brasileira dentro de campo. Aos 13 minutos, Kathellen mostrou oportunismo após bola cruzada na área e superou a defesa sul-africana. A zagueira comemorou muito seu gol, o primeiro dela com a camisa da Seleção. Depois do quinto gol, Pia Sundhage começou a mexer bastante na equipe, promovendo as entradas de Geyse, Kerolin, Ludmila e Day Silva, que substituíram Jaqueline, Bia Zaneratto, Duda e Adriana.

Momentos depois, foi a vez de Duda Sampaio e Fernanda Palermo ganharem oportunidade em campo, entrando nos lugares de Ary Borges e Tamires, respectivamente. O último gol da partida ficou por conta de Debinha, mais uma vez. De cabeça, a atacante deu números finais ao jogo e chegou a seu 28º gol sob o comando de Pia Sundhage. Antes do fim do jogo, Ludmila ainda teve um gol anulado e Kerolin acertou a trave sul-africana.

Informações da CBF.