Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Campeões do Bom de Bola são conhecidos em Apucarana

Campeões do Bom de Bola são conhecidos em Apucarana

Terminou na quarta-feira (2) a fase final dos Jogos Escolares do Paraná/Bom de Bola, em Apucarana, onde foram conhecidas as quatro equipes campeãs do Paraná. Os títulos ficaram com a Escola Estadual Nereu Ramos (Manoel Ribas) no feminino B, Colégio Estadual Tsuru Oguido (Londrina) no feminino A, Colégio Ética (Londrina) no masculino B e Colégio Estadual Euclides da Cunha (Matelândia), no masculino A.

Foram cinco dias de disputas com 110 jogos e muitos gols marcados. Setenta equipes participaram da competição, com mais de 1200 alunos atletas. O governador Beto Richa comemorou o resultado. "Não me canso de dizer que os Jogos Escolares são marcantes não só para os meninos e meninas que deles participam, com muita vontade e brilho. São também para os cidadãos, para os professores, para os administradores públicos, para os patrocinadores, para todos os envolvidos, para a vida de nosso Estado", afirmou.

O secretário de Estado do Esporte e do Turismo, Douglas Fabrício, parabenizou a todos. “Não só as campeãs, mas todas as equipes estão de parabéns. Durante toda a competição, deram exemplo de companheirismo, respeito e lealdade, comprovando que o esporte, acima das disputas pontuais, é um importante componente na formação do cidadão”, disse.

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, agradeceu pela confiança depositada no município para sediar mais este evento. “Quero agradecer ao Governo do Estado, principalmente ao secretário Douglas, pelo empenho e dedicação em trazer mais um grande evento para Apucarana”, frisou.

Para a coordenadora dos jogos, Marcia Tomadon, tudo ocorreu com harmonia. “Tivemos mais de cem jogos e nenhum problema para a Comissão de Ética, tudo foi perfeito, mais um grande evento encerrado com sucesso”.

Emoção

Em três decisões, o campeão foi conhecido somente nas cobranças de pênaltis, para a vibração do bom público que compareceu no estádio Olímpio Barreto.

A primeira foi no feminino B, entre as equipes da Escola Estadual Nereu Ramos (Cândido de Abreu) e Colégio Estadual Marcilio Dias (Itambaracá), que empataram em 0 a 0 no tempo normal. Nas penalidades, brilhou a goleira Larissa, de Cândido de Abreu, que depois de fazer uma cobrança foi a responsável por defender outra e garantir o título da EE Nereu Ramos, que venceu por 5 a 4.

Pelo terceiro lugar, o Colégio Estadual Atilio Fontana (Toledo) venceu a Escola Estadual Isidoro Dumont (Itapejara D’Oeste) por 6 a 0. Na sequência foi a vez das equipes do feminino A entrarem em campo. O Colégio Estadual Tsuru Oguido (Londrina) e o Colégio Maximus (Arapoti) fizeram um grande jogo. Logo no início da partida, Londrina teve a chance de abrir o placar em cobrança de falta, mas a bola passou por cima do travessão. 

No segundo tempo, o domínio foi de Arapoti, que teve boas chances nos instantes finais do tempo regulamentar, porém, sem evitar o empate em 0 a 0. Na decisão por pênaltis, a equipe de Londrina teve um aproveitamento melhor e venceu por 4 a 3, garantido o título.

O terceiro lugar ficou com o Colégio Estadual Monsenhor Guilherme (Foz do Iguaçu), que venceu o Colégio Estadual São Mateus (São Mateus do Sul) por 2 a 0.

Masculino

Na primeira decisão masculina, na classe B, a disputa foi entre as equipes do Colégio Bom Jesus (Apucarana) e do Colégio Ética (Londrina). No último minuto do primeiro tempo, com a bola lançada na área da equipe do Bom Jesus, o atacante Luiz Felipe, de cabeça, marcou para a equipe londrinense. 

Na etapa final, com apoio da torcida, a equipe da casa foi em busca do empate e conseguiu marcar, aos nove minutos, com João Lucas. Nos minutos finais, a equipe de Apucarana pressionou, mas o placar ficou igual em 1 a 1. Mais uma decisão por penalidades, a mais longa e tensa do dia. Depois de várias cobranças, o Colégio Ética venceu por 7 a 6, com o brilho do goleiro Arthur, que fez duas defesas.

Na disputa pela medalha do terceiro lugar, o Colégio estadual Reynaldo Massi (Diamante do Norte) venceu nas penalidades, por 4 a 2, o Colégio Estadual Dom Pedro (Foz do Iguaçu), depois do empate em 0 a 0 no tempo normal.

No último jogo do dia, válido pela categoria masculino A, um duelo entre o Colégio Estadual Euclides da Cunha (Matelândia) e o Colégio Estadual Monteiro Lobato (Cornélio Procópio). 

A equipe de Matelândia abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo. Gilmar cobrou falta na direita e o goleiro da equipe de Cornélio Procópio fez a defesa com a bola já dentro do gol. O árbitro percebeu que o auxiliar correu para o meio de campo e validou o gol. 

A equipe de Cornélio Procópio tentou o empate, mas Matelândia soube segurar o adversário e ainda levava perigo nos contra ataques. Apesar dos esforços de Cornélio Procópio, a equipe do oeste conseguiu segurar a vitória de 1 a 0 e garantir o título.

O terceiro lugar ficou com o Colégio Estadual Eudice Oliveira (Florestópolis), que venceu o Colégio Estadual Marilis Pirotelli (Cascavel) por 3 a 0.

O Bom de Bola é promovido pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias de Educação e do Esporte e Turismo, com apoio da Parati e do município de Apucarana.

Colaboração Agência Estadual de Notícias