Atlético-MG derrota Flamengo e cresce na briga pelo título

Rio, 29 (AE) – Com grande atuação no Maracanã e nó tático de Felipão sobre Tite, o Atlético-MG entrou de vez na briga pelo título do Brasileirão ao derrotar o Flamengo por 3 a 0, nesta quarta-feira, pela 36ª rodada. O resultado frustra o planos do time rubro-negro, que buscava pressionar o Palmeiras pela liderança.

Atlético-MG-derrota-Flamengo
Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/Gazeta Press

A vitória, a terceira consecutiva na competição, fez o Atlético-MG ultrapassar o Flamengo na tabela de classificação. Ambos têm 63 anos, mas o time mineiro leva a melhor nos critérios de desempate, no saldo de gols: 22 a 14.

Jogando em casa e com o apoio dos torcedores, o Flamengo começou pressionando e quase marcou logo de cara com Bruno Henrique. O Atlético suportou as ofensivas do adversário e respondeu na mesma moeda. Aos sete minutos, Igor Gomes deixou com Hulk, que deu assistência espetacular para Paulinho. O atacante invadiu a área e tocou na saída de Rossi para fazer 1 a 0.

Atrás do placar, o Flamengo foi para o ataque de forma desordenada, mas quase marcou com Léo Pereira, que recebeu de Éverton Cebolinha e obrigou Everson a fazer grande defesa. Com o resultado na mão, o Atlético recuou e diminuiu os espaços da equipe rubro-negra, principalmente nas laterais.

O jogo, então, passou a ficar truncado, com o Flamengo tendo alguns lampejos de bons momentos. Na melhor oportunidade antes do intervalo, aos 35, Gerson achou Éverton Cebolinha na entrada da área. O atacante buscou o ângulo de Éverson e jogou rente à trave.

No segundo tempo, Felipão subiu as linhas do Atlético e montou uma pressão inicial que pegou o Flamengo de surpresa. No erro de passe de Wesley, que havia acabado de entrar, Zaracho deixou para Paulinho, que avançou em velocidade e deixou Edenilson cara a cara com o goleiro. O volante só teve o trabalho de mandar no fundo das redes.

O segundo gol acabou com todos os planos do técnico Tite. O time entrou em ‘parafuso’ e começou a bater cabeça dentro de campo. Fora dele, Tite pareceu nervoso, gesticulou muito, tentou mudar com as entradas de Luiz Araújo e Gabigol, mas a equipe não respondeu. Do outro lado, o Atlético administrava a vantagem.

A situação do Flamengo piorou ainda mais aos 36 minutos, quando Edenílson deu lindo lançamento para Pavón, que cruzou na segunda trave. Rubens aparece como elemento surpresa para empurrar. Com isso, o time carioca se rendeu de vez e acabou derrotado no Maracanã.

O Atlético-MG volta a campo no sábado, às 21h, para enfrentar o São Paulo, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). No domingo, às 16h, o Palmeiras recebe o Fluminense, no Allianz Parque, em São Paulo (SP).

FICHA TÉCNICA

  • FLAMENGO 0 X 3 ATLÉTICO-MG
  • FLAMENGO – Rossi; Matheuzinho (Wesley), Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Thiago Maia (Everton Ribeiro/Luiz Araújo), Gerson e Arrascaeta; Bruno Henrique, Pedro e Éverton Cebolinha (Gabigol). Técnico: Tite.
  • ATLÉTICO-MG – Everson; Saravia (Mariano), Mauricio Lemos (Igor Rabello), Jemerson e Guilherme Arana; Otávio, Edenílson, Igor Gomes (Rubens) e Zaracho (Pavon); Hulk e Paulinho (Alan Franco). Técnico: Felipão
  • GOLS – Paulinho, aos sete minutos do primeiro tempo. Edenílson, aos dois, e Rubens, aos 36 minutos do segundo tempo.
  • CARTÕES AMARELOS – Fabrício Bruno, Gerson e Léo Pereira (Flamengo); Jemerson e Zaracho (Atlético).
  • ÁRBITRO – Ramon Abatti Abel (SC).
  • RENDA – R$ 4.039.092,50.
  • PÚBLICO 65.305 torcedores.
  • LOCAL – Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).
Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa