Clássico mineiro termina empatado no Independência

Pela 24º rodada do Brasileirão, América e Atlético fizeram um clássico mineiro de muitas emoções, concentradas no primeiro tempo. A partida no Independência teve o fim do jejum de gols de Hulk no Brasileiro. O atacante do Galo, artilheiro da edição passada, estava há sete jogos sem marcar pela competição até acertar um chute forte em cobrança de falta próximo à entrada da área, aos nove minutos. O goleiro Matheus Cavichioli tentou encaixar a bola e acabou falhando. 

No entanto, o empate não demorou a acontecer. Aos 18, o toque de calcanhar de Juninho por entre as pernas do zagueiro desarmou a defesa atleticana e Henrique teve liberdade para chutar de esquerda na saída do goleiro Everson, igualando o placar.

Aos 38, o Coelho teve uma chance de ouro para virar. O árbitro marcou pênalti em toque de mão de Réver dentro da área. Na cobrança, Henrique Almeida desta vez parou nas mãos de Everson, que defendeu o chute no canto direito.

Na segunda etapa, o goleiro do Galo evitou por duas vezes que o Coelho de fato virasse a partida e foi o destaque em um período não tão movimentado quanto o primeiro tempo. O Galo, que tem apenas uma vitória nos últimos seis jogos, saiu sob vaias da torcida. A equipe agora soma 36 pontos e vê o bicampeonato distante, com o líder Palmeiras 14 pontos à frente. O América tem 32 pontos e dorme na nona posição.

O Coelho entra em campo novamente no sábado (3), novamente no Independência, para enfrentar o Coritiba. Já o Atlético volta a jogar no domingo, contra o xará Atlético Goianiense, fora de casa.

Informações da Agência Brasil