Flamengo consolida reação no Brasileiro com goleada sobre Juventude

Após um começo irregular, o Flamengo engrenou no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (20), o Rubro-Negro goleou o Juventude por 4 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 18ª rodada da competição.

A partida marcou a estreia de Everton Cebolinha, um dos reforços contratados para a sequência do torneio, que foi a campo depois do intervalo, no lugar do também atacante Pedro.

Foi a quarta vitória dos cariocas nos últimos cinco jogos pelo Brasileiro. A equipe comandada por Dorival Júnior foi a 27 pontos, na sétima posição, a três pontos do G6. Sem ganhar há nove rodadas, o Juventude segue na lanterna, com 13 pontos, seis atrás do Cuiabá, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Diante de mais de 65 mil torcedores, o Flamengo precisou de 18 minutos de bola rolando para abrir 3 a 0. Os três gols foram de cabeça, sempre em jogadas iniciadas pelo lado direito. Aos cinco, o meia Giorgian de Arrascaeta cruzou e Pedro fez o primeiro. Aos 12, Pedro marcou mais um, após levantamento de Everton Ribeiro na área. Seis minutos depois, o próprio meia balançou as redes, com assistência do atacante Gabriel, outra vez pela direita. Aos 37, o volante Jadson, do Juventude, foi expulso após agressão a Gabriel, dificultando a missão gaúcha no Mané Garrincha.

O Rubro-Negro manteve a postura ofensiva na segunda etapa, desperdiçou oportunidades, mas conseguiu ampliar, novamente de cabeça, com participação de Everton Cebolinha. Aos 40 minutos, o reforço flamenguista recebeu na esquerda, colocou na área e o atacante Lázaro completou para o gol.

No mesmo horário do jogo em Brasília, Internacional e São Paulo empataram por 3 a 3 no Beira-Rio, em Porto Alegre. O Colorado, com 30 pontos, está na sexta posição e perdeu a chance de acabar a rodada na vice-liderança do Brasileiro. O Tricolor está cinco pontos atrás do Inter, que fecha o G6.

Aos três minutos, o atacante Pedro Henrique, de cabeça, colocou os gaúchos em vantagem. Seis minutos depois, o lateral Igor Vinícius cruzou rasteiro pela direita e o meia Nikão igualou. O Inter voltou à frente aos 24, novamente com Pedro Henrique, completando (outra vez) de cabeça o levantamento do atacante Alemão. O São Paulo reagiu em um lance semelhante ao primeiro gol: cruzamento por baixo (agora do atacante Luciano) e conclusão de Nikão, validada pelo árbitro de vídeo (VAR), após marcação inicial de impedimento.

A primeira etapa seguiu animada. Aos 37, Alemão foi derrubado por Thiago Couto na área. O volante Edenilson cobrou a penalidade e recolocou o time da casa na dianteira. Aos oito minutos do segundo tempo, porém, o lateral Rafinha cruzou pela direita, desta vez pelo alto, para Luciano, de cabeça, mandar no cantinho do goleiro Daniel, deixando tudo igual pela terceira vez na noite, agora em definitivo.