Hulk faz dois, Atlético-MG bate o Flu e se reabilita no Campeonato Brasileiro

Belo Horizonte, 01 (AE) – Com uma atuação comandada pelo atacante Hulk, o Atlético-MG venceu o Fluminense por 2 a 0 neste sábado, no Mineirão, e fez as pazes com a vitória na competição. Em dívida com a torcida, Hulk aproveitou a vitória e a boa atuação para valorizar o resultado e o trabalho feito pelo Atlético.

“Gratificante poder marcar. Agradecer a Deus e aos meus companheiros. Mas, mais importante que o gol é a vitória. Se Deus quiser, vamos voltar com as vitórias. Estou muito feliz, meus quatro filhos estão aqui hoje pela primeira vez”, afirmou o atacante.

O time de Cuca, que vinha de duas derrotas seguidas, chega agora aos 43 pontos e busca encostar nos times que estão na parte de cima da tabela de olho em uma vaga para a Libertadores do ano que vem.

O prejuízo para o Fluminense foi grande. Além de perder a vice-liderança para o Internacional, e o embalo no Brasileiro, o time de Fernando Diniz se mantém nos 51 pontos.

O Brasileiro volta a agitar o meio de semana. o Atlético-MG enfrenta o Santos na Vila Belmiro nesta quarta. No mesmo dia, o Fluminense viaja até Goiânia para enfrentar o Atlético-GO na quarta.

O primeiro tempo mostrou um jogo movimentado com duas equipes buscando a vitória com metas distintas. O Fluminense querendo diminuir a distância para o líder Palmeiras. Já o Atlético-MG indo em busca de uma reabilitação de olho em uma das vagas para a Libertadores do ano que vem.

Aproveitando os espaços oferecidos pela defesa carioca, o Atlético-MG buscou sempre Hulk para finalizar as ações de ataque O camisa sete do time mineiro arriscou pelo menos dois bons chutes que deram trabalho ao goleiro Fábio.

Já o Fluminense apostou na categoria de Ganso, no controle da posse de bola e na movimentação dos homens de frente para abrir o placar. O primeiro grito de gol que saiu no Mineirão acabou não valendo. Cano foi lançado, achou espaço na área e chutou com precisão para estufar a rede. O lance, porém, acabou invalidado pelo VAR por impedimento, aos 37 minutos.

A resposta do Atlético-MG não demorou a vir. E em um erro de posicionamento da defesa carioca, Hulk fazendo 1 a 0. Ele foi lançado por Zaracho, teve tranquilidade para conduzir a bola e bateu no canto esquerdo, sem chance de defesa para Fábio aos 40 minutos da etapa inicial.

Naturalmente ofensivo, o Fluminense voltou ainda mais agressivo para o segundo tempo e o confronto ficou movimentado. Em um contragolpe rápido, porém, foi Hulk quem perdeu ótima chance ao entrar na área e pelo lado esquerdo e mandar uma bomba para a defesa parcial de Fábio.

O jogo ficou tenso e o juiz Luiz Flávio de Souza precisou usar os cartões amarelos para acalmar os ânimos. E foi em um lance polêmico que o segundo gol saiu. O árbitro foi chamado pelo VAR para checar um braço na bola do zagueiro Manoel em chute de Keno Além da penalidade marcada, o time carioca ainda teve o zagueiro, que já tinha amarelo, expulso.

Aos 18 minutos, Hulk foi para a cobrança deslocou Fábio e fez 2 a 0 para o Atlético-MG. Com um homem a mais e o apoio da torcida, a equipe mineira passou a ser absoluta na partida. Ora cadenciando o ritmo, ora apertando nos contra-ataques, as chances de gol foram sendo criadas.

Com o adversário sem forças para reagir, o Atlético-MG passou a tocar a bola à espera do apito final para garantir a vitória.