Grêmio vence CSA com gols de cabeça e fica mais perto de retornar à Série A

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) – O Grêmio está cada vez mais perto de voltar à Série A. Nesta terça-feira (4), o time gaúcho fez 2 a 0 no CSA, com gols de Lucas Leiva e Diego Souza, ambos de cabeça, pela 33ª rodada da Série B. Faltando agora cinco jogos para o fim da disputa, a distância para quem está fora da zona de acesso é totalmente segura.

Com 56 pontos, o Tricolor está atrás apenas do Cruzeiro, que já conquistou o título antecipadamente. São sete pontos em relação ao quinto colocado, o Sport. Já os alagoanos seguem na luta contra o rebaixamento. Atualmente o time está em 17º, com 35 pontos.
O próximo compromisso do Grêmio será no sábado (8), contra o Londrina, fora de casa. O CSA joga sexta (7), contra o Sampaio Corrêa como mandante.

O destaque da partida foi Lucas Leiva, que teve seu segundo jogo atuando com mais liberdade no meio-campo do Grêmio. E marcou mais um gol. Desde que foi adiantado por Renato Gaúcho, o volante tem repetido boas atuações. Agora, suportado pela parceria de Villasanti e Bitello, ele está liberado para entrar na área e participar das ações ofensivas como um meia. E foi essa autorização que ocasionou o primeiro gol do time gaúcho, de cabeça, com Lucas dentro da área após bom cruzamento de Edilson.

Os laterais do Grêmio mostraram o caminho para a vitória. Primeiro numa jogada ensaiada em que Edilson cruzou para o gol de Lucas Leiva. E alguns minutos mais tarde em um cruzamento de Diogo Barbosa para Diego Souza colocar na rede. Os lados do campo foram as armas mais efetivas do Tricolor em campo, seja com dribles em velocidade de Biel, ou ações coletivas com participação de Guilherme, e principalmente com os dois laterais mostrando qualidade em cruzamentos.

O JOGO DO GRÊMIO

O Grêmio foi absoluto no jogo. Desde o começo da partida, dominou o adversário e rondou a meta de Marcelo Carné até marcar. Não demorou para pular na frente no placar e deixou o duelo ainda mais tranquilo. Ameaçado em lances esporádicos, o time de Renato Gaúcho até reduziu o ritmo e trocou passes controlando a partida. Ainda assim, acertou a trave com Thaciano.

O JOGO DO CSA

O CSA não teve forças para ameaçar o Grêmio muitas vezes. Ao longo do jogo, pecou em passes e se mostrou fraco na criação de oportunidades. Viveu de cruzamentos e lances em que precisava contar com a sorte para conseguir concluir. Se faltou força para atacar, sobrou para cometer faltas. A equipe alagoana teve muitos lances ríspidos e parou o jogo repetidamente. Na defesa, as falhas de marcação em lances de bola aérea ficaram evidentes e pesaram na construção do placar.

GRÊMIO
Brenno; Edilson (Leonardo), Pedro Geromel, Bruno Alves e Diogo Barbosa; Villasanti, Lucas Leiva (Thaciano) e Bitello; Biel (Nicolas), Guilherme (Thiago Santos) e Diego Souza (Elkeson). T.: Renato Gaúcho

CSA
Marcelo Carné; Igor Inocêncio, Lucas Marques (Rogério), Guilherme Paraíba e Lucão; Ferreira (Giva Santos), Rickson, Gabriel (William) e Lourenço (Luiz Henrique); Felipe Augusto (Edson) e Rodrigo Rodrigues. T.: Roberto Fernandes

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Caio Max Augusto Vieira (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Rickson, Ferreira, Felipe Augusto (CSA); Elkeson (Grêmio)
Gols: Lucas Leiva, do Grêmio, aos 13min, e Diego Souza, aos 19min do primeiro tempo