Torcedores do Maringá e do Athletico entram em confronto durante partida; veja o vídeo

O empate em 0 a 0 entre Maringá e Athletico na noite desta quarta-feira (26), pelo Campeonato Paranaense, registrou cenas lamentáveis por parte de alguns torcedores. Durante o primeiro tempo as torcidas trocaram provocações e, no intervalo, houve uma briga generalizada no Estádio Willie Davids.

Segundo relatos, alguns torcedores do Maringá teriam atirado pedras na torcida visitante, como forma de provocação. No intervalo da partida, torcedores do Athletico quebraram o portão que separa as torcidas e o confronto começou.

Em um vídeo gravado por pessoas que estavam presentes no local, é possível ver o momento em que um homem do lado da torcida do Maringá saca uma arma e atira para cima. Em outra gravação, os torcedores do Athletico quebram o portão e avançam contra o espaço do Maringá com cadeiras e pedaços de pau. Na confusão, os torcedores do time da casa correm para se proteger.

A Polícia Militar não estava presente quando o confrontou começou. Após ser acionada, a confusão parou. No final da partida, a torcida do Athletico foi escoltada.

O Maringá divulgou uma nota em que lamenta o ocorrido e informa que está trabalhando para identificar os envolvidos. O clube ainda diz que vai pedir a Federação Paranaense de Futebol que os próximos jogos no estádio sejam com torcida única, já que o portão que isola a torcida visitante foi destruído.

Veja a nota completa:

O Maringá Futebol Clube repudia todos os atos de violência e não compactua, tampouco aceita, confrontos entre torcedores, priorizando, desde sempre, a união de todos os presentes, visando proporcionar um ambiente acolhedor, de festa e alegria, que possa ser frequentado por toda a família.

O Clube lamenta, profundamente, o episódio ocorrido durante o intervalo da partida de ontem, 26, entre Maringá Futebol Clube e Athletico Paranaense, que jogavam a segunda rodada do Campeonato Paranaense 2022, no Estádio Regional Willie Davids.

Na ocasião, grupos isolados de baderneiros, pois não podem ser tratados como torcedores, entraram em confronto no espaço que separa a área da torcida visitante com o setor da arquibancada descoberta.

O espaço em questão é separado e isolado por dois portões, que foram totalmente destruídos por um grupo da torcida organizada visitante, os quais invadiram o setor da arquibancada descoberta, entrando em confronto com alguns cidadãos locais.

O Maringá Futebol Clube buscará punições cabíveis às pessoas que incitaram ou participaram de qualquer ato violento durante e após a partida, e que estão sendo identificadas pelos vídeos que estão circulando nas redes sociais, além de procurar, junto à Federação Paranaense de Futebol, a possibilidade de torcida única nos próximos jogos, já que todo o espaço que isola a área do torcedor visitante foi destruído durante o aludido confronto, impossibilitando a separação de torcidas para jogos futuros.

O Maringá Futebol Clube ainda informa que, desde o dia 29 de novembro de 2021, solicitou junto ao 4º Batalhão de Polícia Militar de Maringá o policiamento intensivo no entorno e dentro do Estádio Regional Willie Davids para todos os jogos com mando do MFC. Atendendo nossa solicitação, estavam presentes, na partida de ontem, um grande contingente de Policiais Militares, incluindo equipes especializada da ROTAM e demais seguranças particulares, não armados, contratados pelo Clube.

No espaço onde houve o confronto, encontravam-se cinco seguranças do Clube que, devido ao número de baderneiros envolvidos, não conseguiram conter, de imediato, o avanço e o vandalismo perpetrado pela torcida visitante, o qual foi efetivamente neutralizado após a atuação da equipe policial presente, que evitou que a confusão se alastrasse.

Entendemos que futebol é alegria, emoção, saúde e entretenimento. Por isso, jamais o Maringá Futebol Clube irá tolerar esse tipo de comportamento, independente de qual torcida for. Lamentamos o ocorrido e para as próximas partidas faremos o que for possível para evitar qualquer tipo de violência.

Diretoria do Maringá Futebol Clube