Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

CBF atende pedido da PM e adia Ponte Preta x Santos para domingo às 11 horas

(Foto: Reprodução) - CBF atende pedido da PM e adia Ponte Preta x Santos
(Foto: Reprodução)

Pouco mais de 24 horas antes do jogo entre Ponte Preta e Santos, o departamento de competições da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) confirmou, na noite desta sexta-feira, a transferência do confronto inicialmente marcado para sábado, às 21 horas, para domingo, a partir das 11 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A entidade atendeu a um pedido da Polícia Militar, feito na última terça, reforçada pelo Ministério Público na quinta.

A alegação da PM é de que seriam inevitáveis confrontos entre as torcidas rivais de Campinas: Ponte Preta e Guarani. Acontece que neste sábado à noite o Guarani decide o título do Brasileiro da Série C contra o Boa, em Varginha (MG). Mesmo sendo um jogo fora da cidade, há uma grande mobilização da torcida bugrina que vai ter uma caravana com mais de cinco mil torcedores até Minas Gerais.

A movimentação por parte dos bugrinos já vai começar neste sábado pela manhã porque a caravana vai deixar o Brinco de Ouro ao meio dia. A distância do estádio do Guarani para o Moisés Lucarelli, chamado pela torcida de Majestoso, é de apenas 800 metros. Eles são separados pela avenida Ayrton Senna. A eventual comemoração nas ruas em caso de título, com buzinaço e fogos, com certeza provocaria a ira da torcida da Ponte Preta. Além da inevitável presença da torcida na espera da delegação, prevista para perto da uma hora da manhã.

Além disso, nos últimos dois dias as redes sociais "bombaram" com provocações entre as torcidas rivais e até com vários pontos de enfrentamentos descobertos pela PM. A corporação também temia pela presença da torcida do Santos, uma terceira força presente na cidade e que demandará cuidados especiais de isolamento e proteção. Perto de 300 policiais devem ser mobilizados para o evento.

EXCEÇÃO - A marcação do jogo para o período da manhã contraria a norma de evitar confrontos no período de verão, normalmente com temperaturas mais altas, acima dos 30 graus. Uma medida reprovada pelo Sindicato dos Atletas. E também atropelou o Estatuto do Torcedor, que prevê mudança de jogo pelo menos com cinco dias de antecedência. Neste caso, a CBF está amparada pela decisão do MP, preservando a integridade física dos torcedores.

A direção do Procon confirmou que os torcedores que não forem ao jogo, por causa da alteração de data, poderão exigir o ressarcimento dos valores gastos. Isso nem deve ocorrer em grande número porque os preços são promocionais: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Mas é certo que muitos santistas da região podem ter seus planos mudados no final de semana. No meio da tarde desta sexta-feira, os três mil ingressos destinados à torcida do Santos foram esgotados.