Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Chapecoense guarda camisas para retornos de Alan Ruschel e Neto em 2017

(Foto: Divulgação/Chapecoense)  - Chapecoense guarda camisas para retornos de Alan Ruschel e Neto
(Foto: Divulgação/Chapecoense)

DASSLER MARQUES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um ato simbólico na reapresentação da Chapecoense, provavelmente no dia 6 de janeiro, resume a esperança de contar novamente com o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel de novo em campo. Sobreviventes do acidente aéreo que ocorreu há um mês, eles terão suas camisas preservadas na temporada 2017.

"Quero muito deixar duas vagas para o Alan e para o Neto. Não vamos permitir que usem a camisa deles em 2017. Vamos ficar aguardando", conta Rui Costa, novo diretor executivo da Chapecoense, ao UOL Esporte.

Dessa forma, os jogadores que chegarem à Chapecoense não poderão escolher o número 89, que é de Alan Ruschel, e tampouco a camisa 4, que pertence a Neto. "Eu disse pessoalmente ao Neto que a camisa dele ninguém vai vestir", manifestou ainda Rui Costa sobre o contato pessoal que teve com o zagueiro.

Rui Costa também falou sobre a situação de Follmann, o terceiro jogador da Chape que sobreviveu ao acidente, mas que não poderá jogar novamente por ter tido parte da perna amputada. "Queremos dar a ele um trabalho digno no clube. Queremos criar alternativas de carreira. Eu conheço o Follmann muito bem, fui quem o levou para o Grêmio há alguns anos", explicou o dirigente.

O corpo médico da Chapecoense estima que Alan Ruschel e Neto, dentro das previsões atuais, podem regressar aos treinamentos dentro de aproximadamente dois meses. As possíveis voltas deles aos gramados seriam possíveis para o fim do primeiro semestre.