Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Com reservas, Grêmio joga mal e empata sem gols com o São Luiz no Gauchão

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio) - Grêmio joga mal e empata sem gols com o São Luiz no Gauchão
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio)

Com uma formação quase toda reserva, o Grêmio empatou sem gols com o São Luiz na noite deste domingo, em Ijuí, na ida da semifinal do Campeonato Gaúcho. Sofrendo com a falta de entrosamento, o time de Renato Gaúcho jogou mal e deixou em aberto a disputa pela vaga na final do Estadual.

O jogo da volta será no próximo domingo, na Arena Grêmio. Quem vencer, avança. Em caso de empate sem gols novamente, o duelo será decidido nos pênaltis. O São Luiz se classificará se houver igualdade com gols no placar.

Antes deste jogo, o Grêmio terá mais um desafio pela Copa Libertadores. Na quinta-feira, enfrentará a Universidad Católica, no Chile. Foi justamente por causa deste jogo que o clube gaúcho decidiu deixar quase todos os seus titulares em Porto Alegre.

Até o transporte da capital até a cidade de Ijuí foi afetado por este cuidado com o desgaste. O clube foi de avião para poupar tempo e energia dos seus jogadores e comissão técnica.

O JOGO - Preocupado com o desgaste físico do elenco do Grêmio, o técnico Renato Gaúcho escalou uma equipe quase totalmente reserva neste domingo. Os únicos titulares em campo foram Paulo Victor, Kannemann e Michel. Assim, o time da capital começou a partida com Paulo Victor; Rafael Galhardo, Michel, Kannemann, Juninho Capixaba; Romulo, Matheus Henrique, Thaciano, Jean Pyerre, Pepê; Felipe Vizeu.

Com esta formação alternativa, o Grêmio encontrou dificuldades nos primeiros minutos e até levou sustos do São Luiz. A melhor oportunidade do anfitrião na primeira etapa aconteceu logo aos 9 minutos, com Leilson. A partir da metade da etapa, os comandados de Renato Gaúcho assumiram o controle da partida.

No entanto, pouco ameaçaram o gol defendido por Paulo Henrique. Felipe Vizeu atuava mais isolado e o meio-campo sofria com a falta de entrosamento. Assim, a primeira boa oportunidade na etapa surgiu em finalização de fora da área de Pepê, aos 14. Matheus Henrique, na melhor chance, cabeceou com perigo e acertou o travessão, aos 21.

No segundo tempo, o São Luiz voltou melhor e deu trabalho para Paulo Victor. Aos 13, ele fez intervenção importante em lance protagonizado por Tauá. Aos 30, Thiago Alagoano caiu dentro da área e o time da casa pediu pênalti, por suposta falta de Michel. O árbitro mandou o lance seguir. Dois minutos depois, Juninho Capixaba bloqueou passe dentro da área, que poderia ter resultado em gol de Maicon, para os donos da casa.

Na etapa final, Renato Gaúcho colocou em campo Lincoln, Thonny Anderson e Alisson. Mas o panorama gremista no jogo pouco mudou. Com pouca criação e muitos espaços entre as linhas, o Grêmio levava sustos na defesa e mal assustava a defesa local.

Na melhor oportunidade da etapa final, Pepê teve a chance de decidir o confronto, mas parou no goleiro do São Luiz, assegurando o 0 a 0 no marcador.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo