Brasil terá sete representantes na arbitragem no Mundial do Catar

A arbitragem brasileira terá sete representantes na Copa do Mundo do Catar, que começa em novembro, em um recorde para o país.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta quinta-feira que a Fifa selecionou dois árbitros e cinco árbitros assistentes para atuarem no Mundial. Entre os escolhidos está a bandeirinha Neuza Back, que será a primeira brasileira a atuar em um Mundial masculino.

Os demais escolhidos foram os árbitros Raphael Claus e Wilton Pereira Sampaio, e os assistentes Bruno Pires, Bruno Boschilia, Danilo Manis, e Rodrigo Figueiredo.

“A CBF está muito orgulhosa de ter um número recorde de representantes da arbitragem na próxima Copa. Parabenizo aos árbitros escolhidos e desde já desejo sucesso a eles, que representam o futebol brasileiro com excelência. Também cumprimento todo o quadro nacional de arbitragem e a comissão, pois esse é um trabalho conjunto de contínuo aprimoramento técnico, físico e psicológico”, destacou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

O recorde também foi comemorado pelo chefe da comissão de arbitragem, o ex-árbitro Wilson Seneme.

“A confiança da Fifa nos dá muito orgulho e confiança para seguirmos trabalhando. Sabemos o tamanho da responsabilidade que nos foi entregue, mas estaremos prontos para atuar no mais alto nível possível, não só na Copa do Mundo, como em nossas competições”, afirmou Seneme.