Eden Hazard admite não estar na melhor forma: ‘Sofri muito’

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um dos destaques da seleção belga que eliminou o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018, Eden Hazard continua sendo o camisa 10 – também é o capitão – da equipe, mas já não é o mesmo. A análise é do próprio jogador.

Em entrevista ao jornal francês “L’Equipe”, o atleta do Real Madrid admitiu que não chega ao Mundial do Qatar no mesmo nível de quatro anos atrás.

Eden Hazard afirmou que neste intervalo de tempo sofreu muito – e não só com as lesões. O meia disse que também tem padecido mentalmente e avaliou que tal situação afetasse o rendimento dentro de campo.

“Eu já não tenho o mesmo nível que eu tinha em 2018. Eu não deixo transparecer, mas sofri muito mental e fisicamente. Não me envergonho de dizer. Em 2018, talvez eu estava entre os dez melhores jogadores do mundo”, ponderou o meia belga.

Na opinião de Hazard, a Copa do Mundo no Qatar é uma oportunidade para melhorar a imagem. Além das lesões, o meio-campista normalmente tem sido opção no banco de reservas no Real Madrid, participando de poucos jogos nas últimas temporadas.

“Eu mantive a mesma técnica, mas perdi a confiança. […] Espero que minha imagem fique melhor depois da Copa do Mundo. Eu quero jogar grandes jogos depois de anos de dificuldades”, completou o jogador.

A Bélgica está no Grupo F da Copa do Mundo, ao lado de Croácia, Marrocos e Canadá. A estreia é contra os canadenses na próxima quarta-feira (23), às 16h (de Brasília).