Botafogo perde para o Defensa y Justicia e cai nas quartas da Sul-Americana

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Botafogo está eliminado da Copa Sul-Americana. Na noite desta quarta (30), o Glorioso foi até a Argentina, foi derrotado pelo Defensa y Justicia por 2 a 1 e deu adeus à competição.

Foto: Reprodução/Twitter/Botafogo

Nico Fernández foi o nome da partida. O atacante argentino marcou os dois gols do Defensa y Justicia no duelo. Bologna, contra, anotou pelo Botafogo.

Com o resultado desta quarta somado ao 1 a 1 da ida, o Defensa y Justicia fechou o agregado em 3 a 1 e segue vivo na Sul-Americana em busca do seu segundo título da competição.

Classificado, o Defensa y Justicia agora espera o vencedor do agregado entre São Paulo e LDU para saber quem será o seu adversário na semifinal da Sul-Americana. As equipes se enfrentam amanhã (31), no Morumbi. Na ida, os equatorianos venceram por 2 a 1, jogando em casa.

O Botafogo volta a campo no próximo sábado (2), quando enfrenta o Flamengo, às 21h (de Brasília), no Nilton Santos, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Curiosidade: a derrota de hoje também significou ao Botafogo o fim de uma série invicta de 19 jogos da equipe. A última derrota havia sido para o Athletico-PR, pelo Brasileirão, no dia 3 de junho. O revés foi o primeiro do time sob o comando de Bruno Lage.

Como foi o jogo

O Defensa y Justicia começou ditando o ritmo da partida. Depois de cinco minutos de estudos, o time argentino passou a aparecer mais vezes no campo de ataque e levou perigo pelos lados do campo.

A pressão dos argentinos no campo botafoguense, inclusive, originou o gol que abriu o placar. Depois de ficar atrás no placar, o Botafogo conseguiu equilibrar mais as ações.

Apesar de deixar a partida mais parelha, o Botafogo não conseguiu manter o cenário por muito tempo. Na reta final do primeiro tempo, o Defensa y Justicia levou perigo ao gol de Gatito Fernández três vezes com o trio Solari, Togni e Fernández.

Mesmo apresentando pouca criatividade ofensiva, o Glorioso conseguiu o empate em um lance de falta — em que contou com a “sorte” — no minuto final do primeiro tempo e conseguiu levar o placar igual para o intervalo.

O Botafogo voltou melhor para o segundo tempo e dividiu as ações com o Defensa y Justicia. A equipe brasileira chegou mais vezes ao ataque durante a metade inicial da segunda etapa e levou poucos sustos.

Depois de certo domínio do Botafogo, o Defensa y Justicia retomou as rédeas da partida após as saídas de Marlon Freitas e Danilo Barbosa. Perigoso por baixo, Nico Fernández também mostrou bom posicionamento pelo alto para recolocar os argentinos na frente.

Na reta final, o Botafogo se lançou de vez ao campo de ataque e tentou encurralar o Defensa y Justicia, mas pecou nas finalizações. Em alguns lances, os argentinos tiveram chance de contra-ataque e levaram perigo.

Lances importantes

O Defensa y Justicia abriu o placar com Nico Fernández. Após chute desviado na entrada da área, Togni ganhou a sobra de Di Plácido e cruzou para o meio da área. Fernández apareceu livre na linha da pequena área e completou de cabeça para a rede.

Sant’Anna recebeu com liberdade pelo lado direito do ataque e soltou a bomba da intermediária. A bola passou raspando a trava esquerda de Gatito Fernández e saiu pela linha de fundo.

O Botafogo teve duas chances claras de gol em um mesmo lance, mas ambas pararam em Bologna. Na primeira, Luis Henrique deu uma caneta em Malatini, mas foi travado pelo goleiro na hora da finalização. Na sobra, Marçal bateu colocado no canto esquerdo, mas o camisa 23 conseguiu espalmar.

Solari arrancou com velocidade pelo lado direito do ataque e cruzou na medida para Togni. O camisa 11 pegou um voleio sem deixar a bola cair, mas viu Gatito espalmar e afastar o perigo. No lance seguinte, Barbona arriscou uma bomba de fora da área que também foi espalmada pelo goleiro paraguaio.

Após cobrança de escanteio, Fernández apareceu na segunda trave, nas costas da defesa, e emendou de primeira. A bola bateu na rede pelo lado de fora.

O Botafogo empatou contando com a “sorte”. Lucas Fernandes bateu falta com categoria, mas a bola bateu na trave esquerda de Bologna. Na volta, ela tocou na perna do goleiro e passou a linha. Sant’Anna até salvou, mas após análise do VAR, o gol foi validado.

Em contra-ataque, Togni acionou Solari pelo lado direito. O atacante invadiu a área, mas Gatito saiu rápido e fechou o ângulo da finalização, evitando o segundo gol do Defensa y Justicia.

O Defensa y Justicia voltou a ficar à frente no placar novamente com Nico Fernández. Mesmo mais baixo que a defesa do Botafogo, o camisa 29 se livrou da marcação de Cuesta e apareceu entre o zagueiro e Marçal para cabecear, sem sair do chão, para o fundo da rede.

Em contra-ataque, Solari recebeu nas cotas de Marçal, invadiu a área e finalizou cruzado na saída de Gatito. A bola passou raspando a trave direita do gol do Botafogo.

Estádio: Florencio Sola, em Banfield, na Argentina.
Árbitro: Jhon Ospina (COL)
Assistentes: Dionísio Ruíz (COL) e Sebastián Vela (COL)
VAR: Jhon Perdomo (COL)
Cartões amarelos: Diego Costa (BOT)
Gols: Fernández (14’/1°T), Bologna (contra, 48’/1°T), Nico Fernández (26’/2°T)
DEFENSA Y JUSTICIA
Bologna; Sant’Anna, Malatini, Cardona e Soto; Gutiérrez (Solari e depois Caceres), Barbona (Ramos) e López; Tripichio, Togni (Alanis) e Fernández (Lucas Pratto). T.: Julio Vaccari
BOTAFOGO
Gatito Fernández; Di Plácido (Ponte), Philipe Sampaio, Victor Cuesta e Marçal; Danilo Barbosa (Segovia), Marlon Feitas (Gabriel Pires) e Tchê Tchê; Lucas Fernandes (Janderson), Luis Henrique (Carlos Alberto) e Diego Costa. T.: Bruno Lage

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa