Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Diego fecha ano nos braços da torcida e projeta ’grande título’ pelo Flamengo

(Foto: Staff Imagens/Flamengo) - Diego fecha ano nos braços da torcida e projeta ’título’ pelo Flamengo
(Foto: Staff Imagens/Flamengo)

VINICIUS CASTRO

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O meia Diego chegou ao Flamengo com festa no aeroporto, rapidamente caiu nas graças da torcida e fechou o ano como o destaque do Rubro-negro. O camisa 35 persegue o status de ídolo com boas atuações e declarações que motivam os torcedores.

Foram 18 jogos em 2016 e seis gols marcados, todos muito comemorados e que o colocaram cada vez mais em um patamar de destaque na temporada. O meia foi eleito para a seleção do Campeonato Brasileiro na premiação da CBF e ajudou o clube a terminar em terceiro lugar, posição que o colocou na fase de grupos da Copa Libertadores da América.

A performance surpreendeu Diego. O retorno ao Brasil, após 12 anos na Europa, foi praticamente perfeito. Outros dois objetivos ainda movem o destaque rubro-negro para 2017: um título de peso e o sonho com o retorno à seleção brasileira.

‘Está sendo tudo sensacional. É melhor do que pensei, imaginei e sonhei. Agradeço ao Flamengo por me proporcionar isso tudo, que só foi conseguido graças a um trabalho coletivo bem feito. Devo tudo ao clube e aos meus companheiros. Pelo crescimento do Flamengo nos últimos anos, o foco agora é um grande título em 2017‘, afirmou.

‘Buscaremos isso. Particularmente, a seleção continua sendo um sonho. Vou manter o trabalho no Flamengo e a minha dedicação. Tudo isso passa pelo desempenho pessoal e do clube nas competições‘, encerrou.