Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Dívida de R$ 7 milhões muda clima nas Laranjeiras e atrapalha obras de CT

O vice-presidente de projetos especiais Pedro Antônio é o grande responsável pela construção do centro de treinamento do Fluminense. O empresário injeta dinheiro, realiza as obras e depois é reembolsado pelo clube. Pelo menos essa era para ser a equação. O problema é que o clube parou de pagar e já acumula uma dívida de R$ 7 milhões, o que gera algumas consequências.

Uma delas é o clima com a diretoria. Pedro Antônio não ficou contente com o atraso no pagamento e pode paralisar as obras se a situação não for resolvida em janeiro. Com isso, o ambiente ficou um pouco pesado. O ex-presidente Peter Siemsen brincou com a situação no discurso de agradecimento do fim do seu mandato.

"Queria agradecer demais uma pessoa especial: Pedro Antônio. Se não fosse ele, o sonho do centro de treinamento não seria possível. Já agradeci muitas vezes e hoje será mais uma delas. Sei que você está um pouco chateado, mas tenho certeza que tudo será resolvido rapidamente", disse Siemsen parte do discurso na última terça-feira, nas Laranjeiras, durante o empossamento do presidente Pedro Abad.

Pedro Antônio, por sua vez, mostra ansiedade para que tudo seja resolvido o quanto antes para dar sequência em ritmo normal às obras do CT. Por conta da dívida, o empresário diminuiu a cadência das reformas até que a situação financeira seja normalizada.

Tudo está nas mãos do novo presidente Pedro Abad, que sabe da importância de manter uma boa relação com Pedro Antônio. O empresário vê no novo mandatário uma pessoa séria e que cumprirá o acordado. De fato, o pagamento da dívida é uma prioridade da nova gestão.

O centro de treinamento do futebol profissional passou a receber os jogadores diariamente na reta final do Campeonato Brasileiro, em outubro. Apesar de estar em funcionamento, o projeto ainda está em obras e só deverá ficar completamente pronto em 2018. Em forma de homenagem, o local recebeu o nome de Pedro Antônio Ribeiro da Silva.