Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Em jogo com 2 expulsões, Botafogo empata em casa com Juventude na Copa do Brasil

(Foto: Divulgação/Botafogo) - Botafogo empata em casa com Juventude na Copa do Brasil
(Foto: Divulgação/Botafogo)

Em jogo com duas expulsões, Botafogo e Juventude ficaram no empate por 1 a 1, nesta quinta-feira, no Engenhão, no Rio, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Novamente, o time de Zé Ricardo, que não chegou nas fases decisivas do Campeonato Carioca, saiu de campo vaiado.

Com o resultado, os dois times vão jogar pela vitória no duelo de volta, marcado para a próxima quinta-feira, às 19h15, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, para classificar à quarta fase. Outro empate leva a decisão para os pênaltis.

Após eliminar o América Mineiro, o Juventude entrou contra o Botafogo com a clara intenção de surpreender. O time gaúcho não se intimidou por jogar no Engenhão e abriu o marcador aos 19 minutos. Após cobrança de escanteio, Paulo Sérgio pegou de primeira para mandar no fundo das redes.

Após o gol, o Juventude se fechou e anulou os pontos fortes do clube carioca, que ficou dependente dos lampejos de João Paulo. Jogador mais lúcido do Botafogo, o meia se envolveu em uma confusão, aos 35 minutos, levou um soco de Paulo Sérgio e acabou revidando em Denner. Os dois agressores acabaram expulsos. Com dez para cada lado, o Botafogo cresceu e pressionou em busca do gol de empate, mas o goleiro Carné fez defesas cruciais para assegurar o resultado para o Juventude.

O clube carioca só chegou ao gol no segundo tempo. Erik invadiu a área em velocidade e foi derrubado pelo camisa 1 da equipe gaúcha: pênalti. O atacante bateu e igualou o placar.

O gol embalou o Botafogo, que foi para cima. Em lance perigoso, Rodrigo Pimpão partiu em velocidade e chutou da entrada da área para defesa de Marcelo Carné. O time carioca ainda teve oportunidade de marcar o segundo com Cícero, mas o camisa 8 carimbou a defesa adversária.

O jogo pegou fogo no fim. Em cobrança de falta, Genílson assustou Gatito. A resposta veio com Diego Souza, que, de cabeça, exigiu grande defesa de Carné. Antes do apito final, ainda deu tempo de Kieza parar no carrinho salvado de Jonathan, e desperdiçar uma oportunidade sem goleiro, jogando pela linha de fundo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 X 1 JUVENTUDE

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Marcinho (Luiz Fernando), Marcelo (Gustavo Bochecha), Gabriel e Jonathan; João Paulo, Alex Santana e Cícero; Rodrigo Pimpão (Kieza), Diego Souza e Erik. Técnico: Zé Ricardo.

JUVENTUDE - Marcelo Carné; Vidal, Sidimar, Genílson e Eltinho; Moisés Gaúcho (Bruno Camilo), Rafael Jataí, Lennon (Breno), Denner (Aprile) e Dalberto; Paulo Sérgio. Técnico: Marquinhos Santos.

GOLS - Paulo Sérgio, aos 19 minutos do primeiro tempo. Erik aos cinco minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP)

CARTÕES AMARELOS - Gustavo Bochecha, Jonathan e Marcelo (Botafogo); Rafael Jataí, Moisés Gaúcho e Marcelo Carné (Juventude)

CARTÕES VERMELHOS - João Paulo (Botafogo); Paulo Sérgio (Juventude)

RENDA - R$ 489.982,00.

PÚBLICO - 19.747 pagantes.

LOCAL - Engenhão, no Rio (RJ).

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo