Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
26.7ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Filhos de Pelé tentaram seguir os passos do pai no futebol

Redação

Redação

São Paulo, 29 (AE) – O futebol está no dia a dia da família de Pelé desde antes de seu nascimento – e assim continuará sendo mesmo depois de sua morte. O Rei era herdeiro de Dondinho, goleador que fez fama em Minas Gerais e no interior de São Paulo. Sua paixão foi transmitida para seus dois filhos homens, Edinho e Joshua – Zoca, irmão de Pelé, também tentou a sorte no futebol, mas não conseguiu ter sucesso.

Foto: Reprodução/Instagram

João Ramos do Nascimento, o Dondinho, que morreu em 1996, chegou a jogar no Atlético-MG, mas sua vida foi mesmo fazer gols pelos campos do interior brasileiro. Ele defendia o Atlético de Três Corações em 1940, por isso Pelé nasceu nessa cidade de Minas Gerais. Anos depois, foi jogar em Bauru, levando com ele a mulher, Celeste, e o resto da família.

Filhos de Pelé e o futebol

De seu primeiro casamento, com Rose Cholbi, Pelé teve três filhos: Edinho, Jennifer e Kely Cristina. Criado nos Estados Unidos, assim como as irmãs (Kely Cristina, a mais nova dos três, nasceu naquele país), Edinho praticou vários esportes típicos americanos na adolescência, mas voltou ao Brasil para tentar a sorte como jogador de futebol e conseguiu fazer carreira no Santos, clube do pai. Ironicamente, escolheu jogar como goleiro, a posição que mais sofreu nos pés de Pelé.

Edinho, que enfrenta problemas com a Justiça – chegou a ser preso por lavagem de dinheiro e associação ao tráfico de drogas -, foi titular do Santos entre 1994 e 1996, tendo sido vice-campeão brasileiro em 1995. Ele encerrou precocemente a carreira por causa de uma lesão.

Em 1996, nasceram os gêmeos Joshua e Celeste, filhos de Pelé com sua segunda mulher, Assíria Seixas Lemos. Assim como o irmão mais velho, Joshua não resistiu à tentação de lutar por uma carreira no futebol.

Ao contrário de Edinho, no entanto, Joshua decidiu seguir fielmente os rastros do pai e jogar no ataque, não no gol. Como não poderia deixar de ser, o garoto chegou a defender o time sub-20 do Santos até que abandonou a carreira e foi estudar Educação Física nos Estados Unidos. Em 2019, fez um estágio nesta área na base santista.

Pelé teve duas filhas fora dos casamentos

Pelé teve duas filhas fora dos seus casamentos e as tratou de formas bastante diferentes. Sandra Regina, nascida em 1963, foi fruto de um relacionamento com Anísia Machado. Ela só foi reconhecida como filha por Pelé no ano de 1996, depois de uma longa batalha na Justiça – e graças a um exame de DNA. Apesar do reconhecimento legal, Pelé jamais tratou Sandra Regina, que morreu em 2006, vítima de câncer, como filha.

A situação foi bastante diferente com Flávia Christina, que nasceu em 1968, em Porto Alegre, fruto de um outro relacionamento extraconjugal. Pelé a conheceu em 1994, quando ela era uma estudante de fisioterapia, e a acolheu sem a necessidade de exame de DNA ou ação na Justiça. Integrada à “família real” alguns anos mais tarde, Flávia Christina tornou-se uma pessoa muito importante na vida do pai, tendo inclusive atuado como sua fisioterapeuta.

Informações da Agência Estadão

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia