Homem mais rico da Inglaterra faz oferta de R$ 26 bilhões para comprar o Chelsea

Eleito, em 2021, como o homem mais rico da Inglaterra pela revista Forbes, o bilionário Jim Ratcliffe, dono da petroquímica Ineos, está interessado na compra do Chelsea. Nesta sexta-feira (29), a empresa confirmou que o magnata fez uma oferta de 4,25 bilhões de libras (R$ 26 bilhões) para adquirir o clube inglês.

Deste montante, cerca de R$ 15,5 bilhões serão direcionados ao fundo de apoio às vítimas da guerra na Ucrânia, como prometido pelo atual dono dos Blues, Roman Abramovich. O restante, cerca de R$ 10 bilhões, será investido no clube em um período de dez anos.

“Sir Jim Ratcliffe, presidente da INEOS, fez uma oferta formal pelo Chelsea FC, por 4,25 bilhões de libras”, comunicou a Ineos. “2,5 bilhões de libras estão comprometidos com o Charitable Trust para apoiar as vítimas da guerra, com 1,75 bilhão de libras comprometidos com investimentos diretos no clube nos próximos 10 anos”, detalhou.

Segundo a imprensa britânica, o valor oferecido por Ratcliffe excede os três consórcios restantes na disputa pelo Chelsea. Dentre as ofertas finalistas está a de Martin Broughton, ex-presidente da companhia aérea British Airways, que possui investimento do heptacampeão da Fórmula 1 Lewis Hamilton.

“Esta é uma oferta britânica para um clube britânico. Acreditamos que um clube é maior do que seus proprietários, que são guardiões temporários de uma grande tradição, com responsabilidade para com os torcedores e a comunidade”, finalizou a Ineo, em nota.

Informações do SBT Sports