Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Inter lamenta briga em Veranópolis e suspende todas as torcidas organizadas

A diretoria do Internacional agiu rápido para tentar diminuir os estragos provocados pelos seus torcedores, que se envolveram em uma briga entre si durante o jogo contra o Veranópolis, no domingo, em Veranópolis (RS), pela rodada inaugural do Campeonato Gaúcho. Em nota divulgada no site oficial, o clube lamenta o fato ocorrido dentro e fora do estádio Antônio David Farina e anuncia a suspensão preventiva de todas as torcidas organizadas.

No comunicado oficial, o Internacional diz que lamenta profundamente o episódio e que já começou a identificação dos torcedores envolvidos. O clube ainda afirma que "as medidas de sanção serão imediatamente adotadas de forma independente dos pertinentes procedimentos no âmbito criminal por meio da promotoria especializada".

No domingo, ainda no primeiro tempo do jogo que terminou empatado por 1 a 1, uma confusão iniciada por seguidores do Internacional nas arquibancadas, com socos e pedradas - tanto dentro como fora do estádio -, paralisou a partida por 15 minutos. Alguns torcedores ficaram feridos e cerca de 30 foram detidos pela Brigada Militar de Veranópolis.

A medida imposta pela direção do Internacional já vale para a partida desta quarta-feira contra o Brasil, de Pelotas (RS), no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, na estreia pela Copa da Primeira Liga. Para piorar a situação do clube, o episódio culminará em denúncia pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RS) e possível perda de mando de campo de um a 10 jogos.

DESEMPENHO EM CAMPO - Alheio ao problemas extra-campo, o técnico Antônio Carlos Zago gostou do que viu no empate com o Veranópolis. "Nosso desempenho foi melhor do que nos amistosos da pré-temporada. O empenho dos jogadores foi outro hoje (domingo). Vamos continuar trabalhando forte para melhorar mais para a próxima partida", avaliou o treinador.

"A tendência é que a equipe cresça devagar. Espero que melhoremos e entrosemos o mais rápido para trabalhar como planejamos. O importante foi a entrega e luta, que ocorria no pouco ano passado", completou Antônio Carlos Zago.