Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Jogador ameaça bandeira após pênalti aos 48’ do 2º tempo: “Sou do PCC”

Maurim (à direita), ameaçou o bandeira após a marcação da penalidade. (Foto: Divulgação/ACP) - Jogador ameaça bandeira após pênalti aos 48’ do 2º tempo: “Sou do PCC”
Maurim (à direita), ameaçou o bandeira após a marcação da penalidade. (Foto: Divulgação/ACP)

Um jogo da divisão de acesso do Campeonato Paranaense, neste domingo (15), chamou a atenção não pelo resultado, mas sim, pela atitude de um jogador do Paranavaí. Na partida contra o Independente Futebol São-Joseense, no estádio Waldomiro Wagner, em Paranavaí, o lateral-esquerdo, Maurim Vieira Saltos, do time mandante, esbravejou contra o assistente Alessandro Michel de Oliveira Domiciano e o ameaçou após a marcação de uma penalidade para o time visitante aos 48 minutos do 2º tempo.

De acordo com a súmula assinada pelo árbitro João Paulo Romano Queiroz, após a penalidade, o atleta se direcionou ao assistente e disse: “seu ladrão, safado, você vai ter que voltar esse pênalti, eu sou do PCC e vou colocar o revólver na sua boca e você vai sentir o gosto da bala”.

Após ser expulso da partida, o jogador ainda proferiu palavras de baixo calão ao árbitro: “eu vou te pegar lá fora seu vagabundo, vou te esperar lá”.

Antes disso, no intervalo da partida, o diretor do clube, Ramalho Santos, também xingou a equipe de arbitragem na saída para o vestiário. Ele ameaçou o árbitro assistente João Vagner Cavalari. “Você nunca mais vai bandeirar na sua vida seu vagabundo, estava impedido, levanta essa porra, a gente trabalha a semana toda para você fazer essa m****”, relatou o árbitro na súmula da partida.

Além da confusão, o árbitro também alegou que as taxas de arbitragem e de deslocamento dos árbitros não foram pagas.

O portal Massa News tentou contato com integrantes do Paranavaí, mas sem sucesso.

Jogadores têm material furtado de ônibus

No dia 25 de março, os jogadores do Paranavaí também se envolveram em outra situação, também envolvendo o adversário deste domingo. Na ocasião, todo o material esportivo, incluindo uniformes e as chuteiras dos jogadores foram levados por bandidos que arrombaram o bagageiro do ônibus da equipe, que estava estacionado na frente de um hotel, em Curitiba.

O Clube Atlético Paranaense acabou cedendo os uniformes aos atletas para a partida. Na ocasião, o time também foi derrotado pelo Independente Futebol São-Joseense.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo