Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Kazim se emociona ao citar pai e descarta desistir de vaga no Corinthians

Autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Avaí, no sábado, o atacante Kazim viveu um dia diferente nesta segunda-feira, na reapresentação do elenco do Corinthians. O jogador se emocionou ao falar do pai (Rodney) e da expectativa de ser campeão brasileiro e assegurou que não cogitou a possibilidade de deixar o clube, mesmo sem ter muitas oportunidades de jogar.

"Normalmente meu pai vai a todos os jogos. Ele veio aqui só em três. Eu jogo por meu pai, que é tudo para mim, que se sacrificou por mim e não jogar na frente dele é difícil. Eu pensei nele no último jogo. Meus pais me mandam mensagem e não entendem português. Mas eu disse para eles que na Inglaterra não tem torcida como tem no Brasil. Eles querem vir, mas é longe para eles", disse o turco, emocionado.

O jogador também mostra personalidade para lidar com as críticas. Mesmo sendo um dos atletas mais contestados pelos torcedores, sempre se posicionou com otimismo e pensando no time. Por isso, assegura que jamais pensou em pedir para deixar o clube. "Eu não faço isso, não assim, de desistir. Na vida, porque você tem uma temporada ruim, resolve desistir de tudo? Não. Eu trabalho forte e quero ser exemplo para meu filho e minha família. Todo mundo tem problema, mas eu nunca pensei em trocar de time", assegurou.

Bem humorado, o atacante ainda se enrola com o português, mas faz questão de praticar a língua durante as entrevistas coletivas. No CT, já recebeu a visita do pai algumas vezes e no último sábado levou o filho pela primeira vez no Itaquerão.

Por causa do horário tardio do confronto com o Fluminense, ele lamenta não poder levá-lo novamente no estádio. "Meu filho nasceu no Brasil, em São Paulo mesmo. Acho que ele dá sorte, mas agora ele não vai poder ir porque o jogo é 21h45 e têm escola no outro dia", justificou o turco, que é casado com uma brasileira.

Assim como o técnico Fábio Carille e seus companheiros têm dito, Kazim nega clima de já ganhou e avisa que o grupo continua totalmente focado na vitória. "A gente precisa fazer isso e não pode chegar em festa. Sabemos que podemos ganhar, mas o Fluminense não vai dar nada fácil. Todo jogador que está aqui sonhava, desde criança, ganhar um título pelo Corinthians", disse o atacante.

Jô, que cumpriu suspensão na rodada passada, deve retornar ao time para o confronto com o Fluminense, quarta-feira, às 21h45, no Itaquerão. Com isso, Kazim deve retornar ao banco de reservas. Desfalque certo é o zagueiro Balbuena, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Em seu lugar, Carille já avisou que jogará Pedro Henrique.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo