Contra o Cerro, Palmeiras pode quebrar mais recordes na Libertadores

Dominante na Libertadores, o Palmeiras tem tudo para conseguir mais um feito inédito no torneio continental na noite desta quarta-feira (6). Se passar do Cerro Porteño, o Verdão se tornará o único time brasileiro a disputar cinco vezes seguidas as quartas de final.

A nova marca parece ser só questão de tempo para o Palmeiras. Afinal, a equipe de Abel Ferreira venceu o duelo de ida por 3 a 0, em pleno estádio La Olla, em Assunção, no Paraguai. Ou seja, pode até perder por dois gols de diferença no Allianz Parque para avançar no torneio.

O Palmeiras disputa as quartas de final da Libertadores desde 2018, quando parou na semifinal. No ano seguinte, em 2019, caiu nas quartas, para o Grêmio. Com Abel no comando, o Alviverde levantou a taça nas edições de 2020 e 2021.

Outro recorde que o Palmeiras pode aumentar é o de sequência de vitórias. O Verdão vem de oito triunfos no torneio continental, a mesma marca de Peñarol (1966), Vasco (2001), Santos (2007), Cruzeiro (1976) e Estudiantes (1968 a 1970). Se bater o Cerro nesta noite, o Verdão vai se isolar no quesito.

Entre os clubes brasileiros, o Palmeiras já domina as principais estatísticas da Libertadores: mais vezes campeão (três títulos, ao lado de São Paulo, Santos e Grêmio); mais finais disputadas (seis, ao lado do São Paulo); mais edições disputadas (22); mais edições disputadas consecutivamente (são sete atualmente); mais jogos (217); mais vitórias (124); mais vitórias como mandante (74); mais vitórias como visitante (48); mais vitórias fora do Brasil (44),; mais gols (420); mais gols como mandante (246); mais gols como visitante (171); e mais gols fora do Brasil (145).

Nesta edição da Libertadores, o Palmeiras conseguiu a melhor campanha da história na fase de grupos ao terminar com 100% de aproveitamento e 22 gols de saldo. Por isso, o Verdão tem o direito de decidir os mata-matas em casa até a semifinal. A decisão do torneio é disputada em jogo único, e em 2022 será em Guayaquil, no Equador.

Informações do SBT Sports.