Corinthians tenta “Maracanaço” contra Flamengo, mas retrospecto não empolga

A derrota por 2 a 0 sofrida diante do Flamengo, na última terça-feira (2), no jogo de ida das quartas de final da Libertadores, tornou praticamente improvável a chance de classificação do Corinthians à semi da competição. Além de ter de vencer no Maracanã lotado, outro fato não empolga o Timão: o restrospecto na fase eliminatória do torneio continental. Isso porque, das 11 vezes que perdeu a ida, o Corinthians se classificou em apenas uma oportunidade.

A única vez em que conseguiu reverter uma desvantagem no mata-mata da Libertadores após ter largado atrás no duelo de ida foi nas oitavas de final de 2000. Naquela ocasião, o Corinthians perdeu por 3 a 2 para o Rosario Central, na Argentina, e conseguiu aniquilar a desvantagem em São Paulo, vencendo pelo mesmo placar e garantindo a classificação nos pênaltis.

Já nas outras dez ocasiões em que saiu perdendo na ida, o Corinthians foi eliminado na volta. E para complicar ainda mais a situação do Timão, o segundo jogo das quartas de final será disputado fora de casa, onde possui apenas 38,6% de aproveitamento na temporada, com sete vitórias, oito empates e dez derrotas.

Diante do Flamengo, o Timão tem duas possibilidades para avançar à semifinal. A primeira, e mais complicada, é vencer o jogo no tempo regulamentar por três gols de diferença. Já a segunda, que também não é nada animadora, é devolver os 2 a 0 que sofreu na Neo Química Arena e tentar obter a classificação nas penalidades.

O Flamengo, por sua vez, tem como trunfo o Maracanã. Nesta temporada, o Rubro-Negro tem 18 vitórias, três empates e apenas quatro derrotas em casa, o que lhe rende um aproveitamento de 76%. Com o acréscimo do período de ascensão vivido com a chegada de Dorival Júnior, os números são ainda melhores no Maraca: sete vitórias, um empate e nenhuma derrota, com aproveitamento de 91,6%.

Maracanaço rubro-negro

A classificação do Corinthians à semifinal da Libertadores é improvável, mas não é impossível. Em 2008, num cenário parecido, porém com a regra dos gols fora em vigor, o América, do México, conseguiu reverter uma desvantagem de dois gols sofrida no jogo de ida, em casa, com uma vitória por 3 a 0, no Maracanã. O clube mexicano, inclusive, faz referência ao Maracanaço em razão da eliminação rubro-negra diante de 47.115 torcedores. 

Informações do SBT Sports.