Dinastia alemã? Klopp tenta aumentar soberania germânica na Champions

A final da Champions League, no próximo sábado (28), em Paris, envolve as mais variadas histórias. Para Liverpool e Real Madrid, a nova decisão é a terceira entre as equipes na história da competição europeia. Entretanto, para o técnico Jürgen Klopp, a possibilidade de levantar o troféu da Liga dos Campeões vale a reafirmação da escola de treinadores da Alemanha, que tem dominado o torneio nos últimos anos. 

Nas últimas três temporadas, a Champions League foi conquistada por clubes comandados apenas por treinadores alemães. A pequena dinastia de profissionais alemães começou justamente com Klopp, pelo Liverpool. Na edição de 2018/19, o técnico foi um dos principais responsáveis no hexacampeonato dos Reds na história do maior torneio de clubes do planeta.

No ano seguinte, o Bayern de Munique de Hans Flick fez história ao conquistar a competição com 100% de aproveitamento. A equipe bávara venceu os 11 jogos que disputou no torneio – a edição foi marcada por um formato diferente em virtude da pandemia da Covid-19. Flick treina a seleção da Alemanha no momento.

Thomas Tuchel foi o último técnico germânico que levantou a Orelhuda. Na última temporada, o treinador surpreendeu a todos ao levar um inesperado Chelsea ao bicampeonato da Liga dos Campeões. O técnico segue no comando da equipe londrina e, nesta temporada, viu os Blues serem eliminados para o finalista Real Madrid.

Na história da Champions, outros quatro treinadores germânicos foram campeões do torneio: o pioneiro foi Udo Lattek (1973/74), pelo Bayern, seguido por Dettmar Cramer (1974/75 e 1975/76), Ottmar Hitzfeld (1996/97 e 2000/01) e Jupp Heynckes (1997/98 e 2012/13). Alemanha, Itália e Espanha são os países com mais treinadores campeões da competição europeia.

Mais do que manter a soberania alemã, Jürgen Klopp possui um grande desafio pela frente. Do outro lado, o Real Madrid é comandado por Carlo Ancelotti, técnico com mais finais (5) na história da Champions e tricampeão do torneio. A sorte está jogada para o comandante do Liverpool.

No próximo sábado (28), o SBT e o site SBT Sports farão uma supercobertura do duelo mais aguardado da temporada europeia. O pré-jogo da partida entre Liverpool e Real Madrid vai começar a partir das 14h15.

Informações do SBT Sports.