Real Madrid sobrevive à reviravolta do Chelsea para avançar com gol na prorrogação

MADRI (Reuters) – O Real Madrid superou uma reviravolta do Chelsea para garantir sua vaga nas semifinais da Liga dos Campeões após uma derrota por 3 x 2 na prorrogação em uma partida de volta eletrizante no Santiago Bernabéu nesta terça-feira. O time espanhol avançou com o placar de 5 x 4 na soma dos dois jogos.

O Chelsea parecia estar a caminho de uma virada surpreendente depois de ter aberto uma vantagem de 3 x 0 no segundo jogo das quartas de final, com gols de Mason Mount, Antonio Rudiger e Timo Werner.

No entanto, os anfitriões se recuperaram com Rodrygo finalizando após um excelente passe de Luka Modric para empatar o confronto em 4 x 4 no total e forçar a prorrogação, quando Karim Benzema marcou de cabeça para decidir um encontro memorável.

O Real Madrid agora enfrentará Manchester City ou o rival local Atlético de Madri nas semifinais.

Foi uma noite de Liga dos Campeões para ficar na história em um estádio lotado, que viu um brilhante Chelsea abrir o marcador aos 15 minutos e iniciar uma recuperação que seu técnico Thomas Tuchel disse ser impossível de realizar.

O Chelsea foi ainda mais agressivo após o intervalo e marcou seu segundo gol aos 6 minutos, com Rudiger de cabeça, deixando o confronto em 3 x 3, depois da vitória do Real por 3 x 1 no jogo de ida.

Com os visitantes no ataque, foi apenas uma questão de tempo até que eles marcassem o terceiro, aos 30 minutos, em uma linda jogada individual de Werner, que deixou dois adversários no chão antes de disparar um chute preciso.

Mas, quando o Real parecia completamente fora da partida, Modric fez sua mágica, encontrando o brasileiro Rodrygo, que descontou a 10 minutos do final para levar o jogo para a prorrogação.

Essa foi a deixa para Vinicius Jr e Benzema aparecerem e resgatarem o Real Madrid do que teria sido um dos maiores choques que já sofreu em casa. O brasileiro fez a jogada e o francês marcou o gol que garantiu o Real entre os quatro melhores.