Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Messi vê Brasil, Espanha, França e Alemanha como favoritos a ganhar a Copa

A Argentina suou para garantir vaga na Copa do Mundo da Rússia, no ano que vem, e, talvez por isso, Lionel Messi não vê o país como um dos favoritos ao título. Para o craque do Barcelona, Brasil, Alemanha, Espanha e França largam na frente como principais candidatos ao título da competição.

"Espanha, Brasil, Alemanha e França. Hoje em dia, são as equipes que melhor imagem estão passando e as que fazem o melhor jogo", declarou em entrevista ao canal argentino TyC Sports, deixando a própria seleção de fora da lista.

Messi concedeu a entrevista em Moscou, onde a Argentina encarará a Rússia em amistoso nesta sexta-feira. A partida marcará a reinauguração do Estádio Luzhniki, que será o palco da final da Copa do Mundo de 2018.

Apesar da opinião de Messi, a Argentina será cabeça de chave do Mundial, graças à posição no ranking da Fifa. O sorteio dos grupos da Copa, que acontecerá no dia 1.º de dezembro, pode colocar o país na chave de uma das seleções apontadas pelo craque como favoritas, a Espanha, que está no pote 2. Mas ele quer evitar este confronto antecipado.

"Não gostaria de cruzar com a Espanha, que é um dos rivais que poderia nos enfrentar pelo sorteio. Pelo jogo que tem, tê-la no grupo nos traria um rival muito difícil. Prefiro evitá-la, pelo que significa, pelo que é, pelo que tem", admitiu.

Messi foi fundamental para garantir a Argentina na Copa do Mundo de 2018. Em baixa nas Eliminatórias e após surpreendentes empates em casa contra Peru e Venezuela, o país entrou na última rodada precisando vencer o Equador na altitude de Quito para ficar com a vaga. E após sair atrás no placar, o craque marcou os três gols da vitória por 3 a 1.

"Sofremos mais do que o merecido, porque poderíamos ter classificado antes. Sempre imaginei que íamos passar adiante, mas também pensava que íamos vencer a Venezuela em casa, assim como o Peru, para conseguir a classificação antes de chegar ao Equador, por tudo que significava definir a vaga lá", admitiu.

Mas se não vê a Argentina como favorita, Messi confia na possibilidade de título e já fez até promessa em caso de conquista. Ele garantiu que se a seleção fora campeã, vai caminhar por quase 38km de sua casa, em Arroyo Seco, até a Basílica de San Nicolás. "Vamos para San Nicolás. Se tiver que ir, vamos!", afirmou.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo