Militão testa negativo para covid e se apresenta nesta quarta em Seul; Éderson é cortado

Com as chegadas de Casemiro, Rodrygo, Vinicius Junior, Fabinho e Alisson nesta terça-feira (31), todos envolvidos na disputa da final da Liga dos Campeões da Europa no último sábado, a Seleção Brasileira está praticamente completa em Seul, onde disputará o amistoso de quinta-feira (2) contra a Coreia do Sul. O último a se apresentar será o zagueiro Éder Militão, que se junta ao grupo na tarde desta quarta-feira (1˚). 

Campeão da Liga dos Campeões com o Real Madrid, Éder Militão não pôde embarcar nesta terça-feira (31) por conta de um teste inconclusivo para Covid-19. Após repetir o exame horas depois, agora com resultado negativo, o jogador completará o grupo da Seleção Brasileira em Seul.

Por outro lado, no treinamento desta terça-feira, o goleiro Éderson sentiu dores na coxa esquerda e foi retirado da atividade. Após realizar exames logo na sequência, foi constatada uma lesão muscular, que o deixa sem condições de jogo para os dois amistosos da Seleção Brasileira nesta Data FIFA de junho.

Já o zagueiro Gabriel Magalhães, poupado do treino desta terça-feira também por dores musculares na coxa esquerda, segue em observação e tratamento na concentração da Seleção Brasileira. Ele será reavaliado antes do treinamento da tarde de quarta-feira, véspera do amistoso contra os coreanos.

Brasil e Coreia do Sul se enfrentam na quinta-feira (2), às 20h (8h de Brasília), no Seoul World Cup Stadium. Três dias depois, já em Tóquio, a Seleção Brasileira enfrentará o Japão no segundo e último amistoso desta Data FIFA de junho.

Informações da CBF