Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

No palco do 7 a 1, Brasil atropela a Argentina e segue imbatível com Tite

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF) - No palco do 7 a 1, Brasil atropela a Argentina e Tite é ovacionado
(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O palco não era de boas lembranças, o adversário era, nada mais, nada menos, que o maior rival, a Argentina, mas quem entrou em campo queria mais era dar alegria ao torcedor que compareceu ao estádio do Mineirão, em Belo Horizonte/MG. O Brasil não deu chances para os Hermanos e segue imbatível sob o comando de Tite. A vitória por 3 a 0 deixa a Seleção Brasileira cada vez mais perto da Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

A Argentina começou melhor e se não fosse o zagueiro Miranda desarmar o camisa 8, Pérez, talvez a história tivesse outro final. 

Com mais posse de bola, o time argentino chegou novamente. Aos 23 minutos, Biglia chutou forte e Alisson fez bela defesa.

Só que o Brasil de Tite é diferente. Aos 24 minutos, na primeira chegada trabalhada da Seleção, Philippe Coutinho recebeu na esquerda, puxou para o meio e chutou da linha da grande área acertando o ângulo, sem chances para Romero. Um golaço para abrir o placar.

A Argentina recuou e Neymar ainda acertou a trave aos 37 minutos. O camisa 10 arrancou, driblou dois marcadores e chutou quase na linha de fundo, mas a bola parou no poste do goleiro argentino.

Quase no final do primeiro tempo, Gabriel Jesus arrancou em contra-ataque e achou Neymar nas costas da defesa, o craque não desperdiçou e marcou o segundo da Seleção Brasileira. Foi o gol de número 50 do camisa 10 em jogos com as cores verde e amarela.

No segundo tempo o Brasil foi melhor e o goleiro Alisson praticamente não pegou na bola. Logo aos 2 minutos, Neymar arrancou pela esquerda e cruzou para Gabriel Jesus, o atacante pegou de canhota, mas a bola foi para fora.

Aos 9 minutos, Paulinho tentou tocar para Neymar, a bola bateu em Zabaleta e voltou para o volante que dentro da área, driblou o goleiro Romero, mas chutou fraco e a zaga tirou a bola quase na linha.

Aos 13 minutos não teve jeito. Após cruzamento da direita, a bola passou por todo mundo e Renato Augusto conseguiu evitar a saída, chutou para o meio da área e Paulinho não desperdiçou. O volante chutou de primeira e marcou o terceiro gol brasileiro.

Para fechar a noite, a torcida ovacionou o técnico Tite que segue com 100% de aproveitamento no comando da seleção.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 x 0 ARGENTINA

BRASIL - Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda (Thiago Silva) e Marcelo; Fernandinho; Renato Augusto, Paulinho, Philippe Coutinho (Douglas Costa) e Neymar; Gabriel Jesus (Roberto Firmino). Técnico: Tite.

ARGENTINA - Sergio Romero; Zabaleta, Otamendi, Funes Mori e Más; Mascherano, Biglia e Pérez (Aguero); Messi, Higuaín e Di María (Angel Correa). Técnico: Edgardo Bauza.

GOLS - Philippe Coutinho, aos 24, e Neymar, aos 45 minutos do primeiro tempo; Paulinho, aos 13 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fernandinho e Marcelo (Brasil); Funes Mori, Otamendi e Biglia (Argentina).

ÁRBITRO - Julio Bascuñan (Fifa/Chile).

RENDA - R$ 12.726.250,00.

PÚBLICO - 53.490 pagantes.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo