Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Novo técnico da Chape fala em reconstruir equipe que encantava

LUIZ COSENZO, ENVIADO ESPECIAL

CHAPECÓ, SC (FOLHAPRESS) - Dez dias após o acidente aéreo na região de Medellín, que ocasionou na morte de 71 pessoas, incluindo 19 jogadores e 24 membros da delegação, a Chapecoense refez o seu departamento de futebol para a próxima temporada.

Nesta sexta-feira (9), o clube anunciou a contratação do técnico Vagner Mancini, 50, que estava desempregado desde o início de setembro, quando deixou o Vitória.

A equipe catarinense ainda anunciou Rui Costa para a função de diretor-executivo de futebol. Ele já trabalhou na função no Grêmio.

Os outros integrantes do departamento de futebol são João Carlos Maringá, ex-jogador, treinador e diretor do clube, e o ex-goleiro Nivaldo, que está na Chapecoense desde 2006 e se aposentou dos gramados após o acidente aéreo -não viajou para a Colômbia porque não foi relacionado por Caio Júnior.

"Quero passar a felicidade de ter sido o escolhido para ser o técnico da reconstrução da equipe que vem encantando o Brasil. Quero dar continuidade ao que o Caio Júnior vinha fazendo", disse o novo treinador da equipe catarinense.

"Nosso objetivo é fazer com que a sequência possa ser a melhor possível. Vim para ajudar para que esta estrutura continue sendo vencedora. Estamos motivados a fazer o melhor", acrescentou.

Já Rui Costa afirmou que o clube deve contratar um elenco numeroso para a próxima temporada. A princípio, o objetivo do presidente em exercício, Ivan Tozzo, era trazer 22 jogadores, além de aproveitar dez atletas das categorias de base.

"De repente precisaremos ter um elenco até superior ao que vinha fazendo um excelente trabalho, por causa do tanto de competições que vamos ter durante esta temporada", afirmou Rui.

Em 2017, a Chapecoense, que foi declarada pela Conmebol como campeã da Copa Sul-Americana, disputará a Primeira Liga, o Campeonato Catarinense, a Recopa, a Copa Libertadores, o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil e a Copa Suruga. A equipe também aceitou o convite do Barcelona e disputará o Troféu Joan Gamper.