Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Oswaldo é demitido do Corinthians com mais derrotas do que vitórias

Foto: Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians - Oswaldo é demitido do Corinthians com mais derrotas do que vitórias
Foto: Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians

Menos de dois meses após ser contratado como quarto treinador do Corinthians para a temporada, o técnico Oswaldo de Oliveira foi demitido do cargo. A saída do comandante do título do Mundial de Clubes de 2000 foi confirmada nesta quinta-feira (15) pela equipe alvinegra, por meio de sua conta no Twitter.

Em sua terceira passagem pelo clube, o treinador colecionou mais derrotas do que vitórias. No total, foram dois triunfos, quatro empates e três reveses. A campanha deixou o time corintiano fora da próxima edição da Copa Libertadores da América-2017, algo que não aconteceu nas duas últimas temporadas.

Oswaldo de Oliveira assumiu o Corinthians em nono lugar no Brasileiro com 45 pontos -dois a menos do que o Botafogo, que na oportunidade era o quinto colocado. O clube encerrou o torneio na sétima posição com 55 pontos -quatro a menos do que o time carioca, que se manteve na mesma colocação.

Antes de chegar ao clube, o treinador dirigiu o Sport no Brasileiro. Somando seu desempenho nas duas esquipe, trabalhou em 38 partidas e somou 44 pontos -aproveitamento de 38,6%. O Inter foi o primeiro rebaixado com 43 pontos.

A contratação de Oswaldo de Oliveira em outubro foi muito conturbada. Insatisfeito com a negociação, que foi conduzida pelo presidente Roberto de Andrade, o até então diretor de futebol do clube, Eduardo Ferreira, entregou o cargo.

O dirigente era a favor da manutenção de Fábio Carille até o final do ano como foi anunciada assim que o auxiliar assumiu a função após a derrota do time para o Palmeiras, que culminou com a saída de Cristóvão Borges.

Já Oswaldo não se envolveu em polêmica neste período e sempre manteve um tom sereno. Foi criticado internamente por comandar atividades de até três horas de duração. Com os ex-técnicos, o tempo no campo do CT Joaquim Grava era menor.

Além de Oswaldo, Cristóvão Borges e Carille, o Corinthians ainda foi dirigido neste ano por Tite, que deixou o cargo para assumir a seleção.

TERCEIRA PASSAGEM

Essa foi a terceira passagem de Oswaldo de Oliveira pelo Corinthians. Em 1999, iniciou sua carreira de treinador na própria equipe alvinegra com um desempenho excelente. Ele conquistou o Campeonato Paulista, o Brasileiro e no ano seguinte o Mundial de Clubes da Fifa.

Em 2004, retornou ao Corinthians, mas sua passagem durou quatro meses e foi encerrada com um aproveitamento de apenas 37,5%.

Desde as conquistas com o clube, Oswaldo não ganhou mais títulos nacionais no país -venceu apenas Estaduais.