Atingido em ataque a ônibus do Grêmio, Villasanti recebe alta

O volante Mathias Villasanti, do Grêmio, recebeu alta do hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, na manhã deste domingo (27). No sábado (26) à tarde, o paraguaio foi atingido no rosto por uma pedra atirada no ônibus que se dirigia para o Beira-Rio para o clássico diante do Internacional, pelo Campeonato Gaúcho. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) adiou a partida, que ainda não tem nova data.

Segundo o Tricolor, o jogador passou a noite em observação após os exames constatarem traumatismo craniano e concussão cerebral. Ele ainda teve escoriações no rosto e um trauma no quadril. Villasanti foi reavaliado pela manhã pelo médico gremista, Márcio Dornelles, e pela equipe do hospital. Conforme o clube, o atleta já está em casa e seguirá monitorado pelas próximas 24 horas.

O Grêmio agradeceu às mensagens de apoio recebida de entidades, personalidades, torcedores e outros clubes. O Tricolor ainda repudiou outro caso de violência ocorrido no sábado: o ônibus com a delegação do FC Cascavel foi apedrejado na saída do estádio Willie Davies, em Maringá (PR), após o jogo contra o time da casa, pelo Campeonato Paranaense.

O ataque ao ônibus gremista ocorreu pouco mais de uma hora antes de a bola rolar no Beira-Rio. O Grêmio decidiu que não entraria em campo e o Internacional concordou que a partida não deveria ocorrer no sábado. O jogo, marcado para 19h (horário de Brasília), foi inicialmente postergado para 21h. A oficialização do adiamento, enfim, veio às 20h, após a chegada do presidente da FGF, Luciano Hocsman, ao estádio.

“A gente precisava esperar a decisão do árbitro [Leandro Pedro Vuaden] e do comandante da operação de segurança. Nós tivemos uma conversa entre as direções, o policiamento, para encontrar uma saída para a melhor sequência da competição. E também aguardamos as emissoras que detêm os direitos de transmissão. A nova data será decidida nas próximas horas, amanhã [domingo] ou segunda-feira [28], para que tenhamos a sequência da competição dentro da cautela necessária”, disse Hocsman em entrevista coletiva no sábado.

Em nota o Inter informou que dois suspeitos foram detidos pela Brigada Militar “após serem identificados com o auxílio das câmeras de monitoramento do Beira-Rio”. O Colorado ainda afirmou que segue “dando todo o suporte às autoridades na apuração do caso”.

Informações da Agência Brasil.