Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

'Para-raios' do Furacão, Paulo Autuori fala sobre preparação para o Atletiba

(Foto: Robson De Lazzari/Rede Massa) - 'Para-raios' do Furacão, Autuori fala sobre preparação para clássico
(Foto: Robson De Lazzari/Rede Massa)

O Atlético Paranaense recebe o Coritiba neste domingo (17), às 17h, para o primeiro Atletiba do ano, visando a primeira vitória no Campeonato Paranaense 2017. Após empatar com o Deportivo Capiatá na última quarta-feira (15) em casa, pela Copa Libertadores da América, o técnico no Furacão, Paulo Autuori, fala sobre a preparação de uma equipe consistente e competitiva para toda a temporada.

A equipe que deve entrar em campo contra o principal rival deve ser a mesma que atuou diante do Prudentópolis, na última rodada do Estadual, formada principalmente por jogadores sub-20. O atacante Douglas Coutinho é novidade no elenco e o técnico Paulo Autuori trabalha com a possibilidade de Thiago Heleno integrar o time, mas lembra que precisa analisar as condições físicas do atleta. “Ainda não conversei com ele, vamos ver qual é a reação física dele pós-jogo. Só vou poder definir isso após bater um papo com ele, ainda temos dois treinos”, afirmou.

Ainda com a “sombra” do empate diante do Deportivo Capiatá na Arena da Baixada pela Libertadores, Autuori ressaltou que cada jogo tem suas características próprias, mas o espírito não pode mudar. “O jogo é igual em termo de espírito, não aceito espírito diferente da equipe em função de uma competição, isso tem a ver com o que o grupo desejar ser”, declarou.

Quanto à responsabilidade de vencer o clássico e, consequentemente, a primeira partida no Paranaense, o técnico do CAP preferiu não descarregar a responsabilidade em cima dos jogadores, que estão tendo uma possibilidade de ‘amadurecer profissionalmente’ na competição. “Os jogadores sabem desde que eu sou o para-raios para qualquer tipo de obrigação de vitória. Quero que transformem o bom jogo em vitória, coisa que não conseguimos ainda por erros próprios que não vão se repetir”, esclareceu Autuori.

Para Douglas Coutinho, ‘voltar para casa’ estreando justamente em um clássico é uma grande oportunidade. “A vitória traz resultado positivo para todos nós e confiança para quem vai jogar na quarta-feira. Sei das minhas qualidades e do time, não tem que entrar preocupado em querer atropelar as coisas e recuperar da noite para o dia”, disse o jogador.

Colaboração Louise Fiala e Robson De Lazzari/Rede Massa