Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Para recuperar espaço no Manchester City, Yaya Touré pede desculpas a Guardiola

(Foto: Getty Images) - Yaya Touré pede desculpas a Guardiola
(Foto: Getty Images)

Encostado no Manchester City desde a chegada de Pep Guardiola, Yaya Touré resolveu se manifestar publicamente para pedir desculpas ao técnico e, consequentemente, tentar começar a recuperar o espaço que tinha no time antes da vinda do treinador espanhol.

A chance de o meio-campista marfinense voltar a atuar pela equipe ficou ainda mais reduzida depois que o empresário do jogador, Dimitri Seluk, afirmou em setembro passado que o seu cliente estava sendo humilhado ao ser descartado da lista de jogadores relacionados para a fase de grupos desta edição da Liga dos Campeões da Europa.

Irritado com a postura do agente, Guardiola afirmou que Touré não iria jogar pelo City enquanto não recebesse um pedido de desculpas do empresário do jogador. E nesta sexta-feira o atleta usou a sua página no Facebook para atender ao pedido do comandante.

"Eu gostaria de pedir desculpas _ em meu nome e de quem me representa _ à comissão técnica e a todos que trabalham no clube pelos mal-entendidos do passado", escreveu, para em seguida, sem citar o nome do seu empresário, enfatizar que as declarações polêmicas "não representam sua visão sobre o clube ou sobre pessoas que trabalham nele".

Depois, Touré continua sua publicação lembrando de sua identificação com o clube. "Não tenho nada além de respeito pelo Manchester City e só desejo o melhor para o clube. Estou imensamente orgulhoso de ter desempenhado um papel na história do clube e quero ajudar o City a ter ainda mais sucesso. Eu vivo para jogar futebol e entreter os torcedores", afirmou, para finalmente dizer que "gostaria de agradecer a todos os fãs por suas mensagens enviadas neste período difícil. Isso significa muito para mim e minha família".

Também nesta sexta-feira, o jornal britânico Daily Mirror publicou uma entrevista na qual Seluk disse ter dado os primeiros passos para se entender com Guardiola e revelou que o pedido de entrar em acordo com o técnico partiu do próprio Touré, que nesta temporada disputou apenas uma partida sob o comando do treinador. E foi em um jogo no qual a equipe foi escalada cheia de reservas contra o Steaua Bucareste, nos playoffs para a fase da Liga dos Campeões, depois de o time inglês ter vencido o duelo de ida do mata-mata continental por 5 a 0.

"Falei com Yaya nos últimos dias e ele me pediu que eu faça as pazes com Pep. Estou de acordo com ele, tenho que fazer algo para melhorar a situação, pois Yaya se viu em meio a um fogo cruzado em Manchester. E falo com sinceridade. Alguns torcedores do City entraram em contato com Yaya para pedir que encontre uma solução. Até alguns companheiros dele falaram comigo para pedir o mesmo", revelou Seluk na entrevista publicada nesta sexta-feira pelo Daily Mirror.