Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Passeio! Athletico marca oito vezes e atropela Toledo na Arena da Baixada

(Foto: Robson De Lazzari/Rede Massa) - Passeio! Athletico marca oito vezes e atropela Toledo na Baixada
(Foto: Robson De Lazzari/Rede Massa)

Nem o torcedor mais otimista do Furacão acreditaria que a estreia da equipe na Taça Dirceu Krüger seria em tão alto nível: o rubro-negro marcou “apenas” oito gols em cima do Toledo, na tarde deste domingo (10), na Arena da Baixada, em Curitiba. Em um passeio, a partida encerrou com o placar elástico de 8x2 para o Athletico Paranaense.

No primeiro turno – a Taça Barcímio Sicupira – o Furacão encerrou sua participação como vice-lanterna do Grupo A, enquanto o Toledo foi o campeão.

Athletico passeia na Arena da Baixada

A primeira etapa da partida começou já com o Furacão abrindo o placar. Logo aos 3’, Bergson arrumou na área para Marquinho pegar de primeira e, com força, estufar a rede na Arena da Baixada. Os campões da Taça Barcímio Sicupira mostraram reação três minutos depois, com Matheus Duarte pela esquerda. A bola, porém, passou pertinho da trave esquerda defendida por Léo. O Athletico, por sua vez, não se intimidou e continuou na pressão, com perigo novamente aos 8’. Após a bola sobrar na área, Christian chutou com força para desvio do goleiro André Luiz.

Três minutos depois, aos 11’, o CAP balançou a rede no que seria o segundo gol da partida, mas, acabou com o feito anulado. Bergson aproveitou o rebote do chute de Vitor Naum e mandou para dentro – porém, estava impedido. Mas se o problema era gol, o Athletico não se preocupou: aos 16’, Marquinho recebeu novamente de Bergson pela direita e marcou o segundo dele – e do CAP – na partida. A pressão athleticana continuou durante o primeiro tempo e, aos 34’, foi vez de Bergson – após duas assistências – deixar o seu na Baixada. O atacante arrumou de fora da área e mandou uma bomba rasteira e indefensável para o canto direito do gol. No final da primeira etapa, já aos 48’, o Toledo reapareceu no jogo e quase marcou com Júlio Pacatto. A chance, porém, parou nas mãos do goleiro Leo.

Furacão inspirado

Assim como no primeiro jogo, o Furacão – que amanheceu em um dia mais que inspirado – iniciou a segunda etapa já com gol. Aos 7’, após cobrança de escanteio, Bergson cabeceou e desviou para o zagueiro Lucas Halter, que não hesitou e marcou o quarto gol athleticano. Quatro minutos depois, o CAP quase ampliou ainda mais o placar, com Erick encostando de cabeça na bola após cruzamento. Porém, aos 14’, a chance não foi desperdiçada: com toque de bola, Jaderson presenteou Bergson com uma bola limpa, para marcar o seu segundo – e o quinto do Furacão – no massacre. Aos 23’, foi vez do Toledo diminuir a diferença no contador. Após Matheus Duarte sofrer pênalti, Júlio Pacatto cobrou e marcou o primeiro dos visitantes.

E é claro que o gol dos adversários não desmotivou o time do Athletico, que continuou passeando pela Arena da Baixada. Quatro minutos depois, Matheus Anjos recebeu na área de costas, girou e bateu cruzando, assinando uma pintura no sexto gol do CAP. Já aos 33’, foi vez do Furacão sofrer o pênalti: após cobrança de escanteio, Bruno Rodrigues chutou e a arbitragem viu desvio irregular na defesa do Toledo. Bruno Rodrigues cobrou e carimbou o sétimo gol do rubro-negro na partida.

Os campeões do primeiro turno ainda conseguiram diminuir um pouquinho o passeio dos donos da casa. Aos 44’, Jonathan aproveitou sobra na área e, de fora, bateu com a perna esquerda e marcou um bonito gol para o Toledo.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo